Jorge Guirado

Opinião - por Jorge Guirado

27/01/2020 13h11

Emitir opiniões ou dar informações hoje em dia não tem sido uma tarefa fácil.

É natural divergências. Sempre foi. O contraditório é importante e salutar, mas hoje com as mídias sociais virou um absurdo.

Argumentação que nada! É mais negócio criticar, atacar, desdenhar, esculhambar....
Os gênios do Google então sempre têm uma solução ou uma grosseria.

Faz parte. É da democracia, mas tá virando terra de ninguém.

Radicalismo agressivo totalmente fora de propósito. Patrulhamento.

Sua fala nunca pode divergir do que o outro quer ouvir, pois já te jogam na vala comum, agridem, ofendem sem nenhum constrangimento.

Escrever a opinião ou manifestar-se publicamente não quer dizer que seja a verdade absoluta.

Pelo contrário é apenas sua OPINIÃO.

Sobre política e ações públicas tem aqueles muitos, que transferem para você a responsabilidade de mudar....

Criticam-nos por falarmos, escrevermos, mas nada fazer para modificar.

Outros escrevem que os culpados somos nós mesmos, pois damos espaço para "esses pseudos" ficarem populares, conhecidos e se abraçarem as demandas da comunidade para fazerem discursos e embasar suas campanhas.

Pensam que ajudamos a eleger quem está aí fazendo merda todos os dias ou ainda nada fazendo.

BOM:
1- Nada podemos fazer, além de cobrar e mostrar os erros. O poder de executar está nas mãos de quem governa.

No entanto diversas vezes as normas são meras leis descumpridas até mesmo por aqueles que até as criam para o benefício próprio.

2 - Todos têm direito a votar. Inteligentes, ignorantes. Mal informados, bem informados. Cultos ou analfabetos. Ricos, pobres. Bem ou mal intencionados.

O voto tem o mesmo peso para todos, logo como dizer que nós que informamos ou opinamos somos os responsáveis por eleger ladrões, corruptos ou quem tá nem aí com a população, com quem paga seus salários? Responsáveis são os que VOTAM, nós inclusive.

Agora, se nem opinião ou manifestação pudermos fazer (na esperança de que alguém ouça, leia ou faça algo) melhor mudar para o IRÃ pelo menos lá você sabe que quem manda é o Aiatolá e fim. (mesmo assim ainda corre o risco de uma TRUMPetada)

Leia outros artigos de Jorge Guirado