Laís Laíny

As abelhas sem ferrão chegam à Câmara, mas dengue e fumacê viram ameaça

19/02/2020 11h57

Uma colmeia com abelhas sem ferrão foi instalada em uma das árvores da Câmara de Vereadores de Cascavel. Um projeto piloto da ideia dos Jardins de Mel, que prevê a multiplicação de abelhas sem ferrão pela cidade.

Um projeto de lei foi protocolado na Casa de Leis nesta quarta-feira (19), do vereador Celso Dal Molin (PL) para que a instalação dessas colmeias sejam uma política pública; Uma forma de preservar a natureza.

"São abelhas Jataí, nativa e que fazem a flora. Aqui tem 5 mil abelhas do projeto Jardins de Mel. As pessoas poderão como um animal pet em sua casa, as abelhas".

Essas abelhas são menores do que as que vemos por aí e, como já dito, não possuem ferrão. Eu mesma cheguei muito perto delas, sem ser ferroada.

"Elas são dóceis e elas produzem mel puro. Elas mel apenas pelo pólen das flores e das árvores, não pegam de refrigerante ou da cana de açúcar".

FUMACÊ

Um desafio para sobrevivência dessas abelhas é o fumacê. A Prefeitura de Cascavel anunciou que nesta quarta-feira (19) vai aplicar o inseticida nos Bairros Brasmadeira e Interlagos. A aplicação será das 17h às 21h.

E este fumacê mata as abelhas sem ferrão. Problema que seria evitado se as pessoas deixassem o quintal sem criadouro do mosquito da dengue.

"Para preservar as abelhas, temos que eliminar o mosquito da dengue. Se não cuidar do lote, o fumacê vai matar abelhas".

Leia outros artigos de Laís Laíny