Laís Laíny

Paranhos oficializa que não haverá aumento real no IPTU 2020

11/12/2019 11h02

Como antecipado pela Catve mês passado, o Executivo não vai mandar para a Câmara de Vereadores o projeto de lei que reajusta o valor do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) e a Taxa de Lixo para 2020.

O prefeito Leonaldo Paranhos e o presidente da Câmara, Alécio Espínola, chegaram a um acordo e, na prática, não haverá aumento real desses impostos.

O que haverá, nas palavras de Paranhos, é apenas a correção da UFM (Unidade Fiscal do Município) de 3,34%.

"Quem este ano pagou R$ 100 ano que vem vai pagar R$103,34", explicou o prefeito.

O Executivo capitaliza com essa decisão nas redes sociais.

"Quando tem gestão dá pra abrir mão".

A tira colo, circula uma planilha comparativa dos aumentos dos últimos anos.

De 2013 a 2015, o aumento acumulado entre taxa de lixo e IPTU foi de 75%.

De 2017 a 2019, as contribuições subiram 23%.

E qual o impacto disso nas finanças?

Como já noticiado no blog, será de R$ 3,6 milhões.

Para recompor o caixa, a Câmara vai abrir mão de R$ 300 mil mensais dos valores que a lei obriga o Executivo a repassar ao Legislativo.

"Será repassado R$ 300 mil por mês a partir de fevereiro".

Segundo o prefeito, como está fixado em lei um repasse de até 6%, embora a Câmara não use todo esse valor, será necessário alterar esse índice.

Leia outros artigos de Laís Laíny