Laís Laíny

Professores receberão reposição de 3,25% do piso nacional

09/12/2019 20h52

Onze anos após a criação do piso nacional dos professores, a defasagem em Cascavel atingirá seu menor índice histórico. É que a Câmara aprovou a adequação dos valores, recompondo perdas antigas da categoria.

Desde 2008 é obrigatório no Brasil que nenhum professor ganhe, nos valores de hoje, menos que R$ 1.567, que é o piso nacional do magistério.

Nestes períodos, perdas foram se acumulando e, agora, uma lei aprovada em primeiro turno na Câmara coloca, pela primeira vez, a cidade de Cascavel muito perto de corrigir essa defasagem histórica.

A proposta do governo é pagar 3,25%, dividido em cinco parcelas. 0,65% de janeiro abril de 2020 e 0,61% em maio. 0,65% de janeiro abril de 2020. 0,61% em maio de 2020.

Com a concessão do ajuste, o impacto na folha do ano que vem será de mais de R$ 4 milhões, elevando o custo para R$ 158,3 milhões em 2020.

Leia outros artigos de Laís Laíny