Laís Laíny

Câmara encerra contrato de prédio anexo: Desnecessário, diz Espínola

Economia será de R$ 36 mil por ano.

20/08/2019 21h59

Após quatro anos pagamento R$ 36 mil anuais, a Câmara de Vereadores de Cascavel suspendeu um contrato de aluguel de uma sala que ficava a menos de uma quadra do prédio da Casa de Leis.

Espaço que era usado por seis servidores e que, segundo o presidente da Câmara, Alécio Espínola, era um gasto desnecessário.
A sala servia para a Câmara Jovem e consumia, além do aluguel, despesas de água e luz.

"Era um gasto desnecessário. E os servidores foram realocados para o prédio da Câmara sem nenhum problema".

Espínola diz que não rescindiu o contrato antes por orientação do departamento jurídico mas, tão logo foi encerrado, a decisão foi pela não renovação.

Confira a entrevista na íntegra.

Leia outros artigos de Laís Laíny