Policial

Acusado de matar jovem durante briga no drive-thru é considerado foragido, diz delegado

Mandado de prisão contra o empresário foi expedido pela justiça e ele não foi encontrado


O acusado de matar o jovem Gabriel Gomes Baiça Neto durante briga no drive-thru é considerado foragido. O crime aconteceu após discussão na fila do McDonald's, na noite de domingo (22). Apesar das imagens e investigação apontarem a autoria, a Polícia Civil disse que ainda não é possível tornar público o nome do empresário. 

"Hoje então recebemos a comunicação formal, por meio da defesa, [...] que ele não se apresentaria, que ficaria em silêncio e que por isso seria desnecessária a sua oitiva. A conclusão lógica disso, portanto, é que o investigado, ao menos até o momento optou por não se apresentar voluntariamente".

Conforme o delegado, Fernando Zamoner houve a representação pela prisão preventiva que foi deferida pela Justiça. "Após manifestação do Ministério Público, Poder Judiciário deferiu a prisão preventiva dele. Então há sim um mandado de prisão em aberto em relação ao suposto autor, investigado, esse mandado estava resguardado sob sigilo judicial, mas hoje, em contato com o judiciário, foi feita a publicitação desse mandado". 

Fernando Zamoner comentou ainda que não pode falar o nome acusado, mas ele relatou que existem imagens públicas e as pessoas que o conhecem ou tem convivência com o acusado já sabem quem ele é, e isso é fato.

O delegado pede que a população ajude e comunique sobre o eventual paradeiro do homem que dirigia Pajero no domingo. O acusado é morador de Céu Azul, tem família em Cascavel e durante as buscas ele não foi localizado pelas forças policiais.

O delegado informou que se alguém tentar auxiliar essa pessoa e não informar o paradeiro do acusado, pode responder criminalmente.

"Com exceção da própria família diretamente ligada (pai, mãe, esposa) terceiros que eventualmente acolham a pessoa em sua residência como forma de subtrair ela à ação do Estado, pode configurar o crime de Favorecimento Pessoal".

Mesmo com o acusado foragido e de toda a comoção da população sobre o caso, o nome do suspeito não foi divulgado pela Polícia Civil.

A defesa do acusado ainda não se manifestou sobre o caso.

SOBRE O CASO

Gabriel foi esfaqueado e morreu pouco tempo depois de dar entrada no pronto-socorro. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal).

Ele foi flagrado indo embora do local na caminhonete Pajero. Ele engata a marcha à ré e sai tranquilamente.

LEIA TAMBÉM

Redação Catve.com

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais lidas de Policial
Últimas notícias de Policial