Londrina

Boca Aberta faz críticas a parlamentares durante posse em Londrina

Vereador mais votado do Paraná roubou a cena e causou tumulto na cerimônia

02/01/2017 12h28 | Atualizado em 02/01/2017 18h02
O novo prefeito de Londrina Marcelo Belinati (PP), eleito no primeiro turno na última eleição municipal com 136.360 votos e o vice João Mendonça (PMDB) tomaram posse no dia 1º de janeiro de 2017.

A solenidade ocorreu na Câmara Municipal e logo após no saguão da prefeitura, onde foi realizada a transmissão de cargo e posse de novos secretários municipais.

Belinati destacou que vai trabalhar com uma equipe reduzida para economizar, já que hoje o déficit no orçamento do município para este ano é de R$ 141 milhões.

Já a Câmara Municipal terá 19 vereadores e entre eles apenas uma mulher foi eleita para esta nova gestão, trata-se Daniele Ziober (PPS).

Sete vereadores que irão cumprir o mandato foram reeleitos. Roberto Fú (PDT), Mario Takahashi (PV), Vilson Bittencourt (PSB), Professor Rony (PTB), Junior Santos Rosa (PSD), Amauri Cardoso (PSDB) e Péricles Deliberador (PSC).

Dois vereadores eleitos já ocuparam o cargo em outras legislaturas: o Pastor Gérson Araújo, (PSDB) e Jairo Tamura (PR).

Dez novos vereadores foram eleitos e o que se destaca é Emerson Petriv, conhecido como Boca Aberta (PR), que conseguiu nas urnas 11.484 votos, sendo o vereador mais votado do Paraná. Foi ele também quem roubou a cena durante a solenidade de posse. Em seu discurso Boca Aberta criticou vários vereadores, deputados estaduais e federais e o ex-prefeito Alexandre Kireeff.

O vereador Rony Alves, conhecido como Professor Rony, também foi duramente criticado por Boca Aberta. Em sua defesa ele disse que vai ouvir a gravação com as criticas e, dependendo da situação, deve pedir a cassação de Boca Aberta, por decoro.

Após o tumulto e posse dos eleitos, os vereadores se reuniram e elegeram o novo presidente da Câmara.

A nova mesa executiva vai ser presidida pelo vereador Mario Takahashi (PV) que foi eleito por meio de uma chapa única, onde obteve 18 votos favoráveis e um contrário, justamente o de Boca Aberta. Ele até tentou se candidatar a presidência, mas teve a chapa impugnada, pois não havia membros suficientes para compô-la.