PCPR prende trio suspeito de aplicar golpes no Paraná e estados vizinhos

Os policiais encontraram notas promissórias e uma espécie de roteiro ensinando como aplicar os golpes

13 de agosto de 2020 | 17h59 | Atualizado há 35 dias

PUBLICIDADE
A Polícia Civil do Paraná prendeu três pessoas, de 33, 39 e 40 anos, suspeitos de aplicar golpes do "bilhete premiado" - e outros semelhantes - em diferentes cidades do Estado. As ordens judiciais foram cumpridas na região metropolitana de Curitiba, Litoral do Paraná e em São Paulo. A operação teve apoio da Polícia Militar.

Uma mulher e um homem, de 39 e 40 anos, foram presos em Contenda, na Grande Curitiba. Durante as buscas na residência do casal, os policiais encontraram notas promissórias e uma espécie de roteiro ensinando como aplicar os golpes.

Outro homem, de 33 anos, foi preso em Rio Claro (SP). Com ele, foram encontrados notas promissórias falsas, contratos, máquina de cartão, uma arma calibre 765 com numeração raspada e munições. Ele também foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Outras buscas foram realizadas em endereços relacionados aos suspeitos em São José dos Pinhais, e Antonina.

INVESTIGAÇÕES
A ação foi desencadeada a partir de um caso ocorrido no dia 23 de junho deste ano, em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais, em que os suspeitos teriam aplicado o golpe em uma idosa. Eles teriam oferecido 10% do valor de um suposto bilhete premiado de R$ 1 milhão, em troca de ajuda com o saque, e a induziram a sacar valores altos para garantir que ela realmente os ajudaria.

No dia seguinte, foi registrado um boletim de ocorrência relatando um crime semelhante na cidade vizinha, em Palmeira. A PCPR estima que os suspeitos tenham cometido dezenas de golpes parecidos em outras cidades do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. As investigações continuam para identificar outras pessoas evolvidas com o crime. O trio responderá por estelionato e associação criminosa.
Assessoria
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM