Política

Empresário de Cascavel participa de protesto contra reforma que restringe o Judiciário de Israel

No sábado (25), estima-se que mais de 500 mil pessoas foram às ruas em um ato contra o governo


Imagem de Capa

Mais de 500 mil pessoas protestam contra o 1º ministro em Israel

Foto: Carlos Guedes

PUBLICIDADE

O empresário cascavelense Carlos Guedes participou de protestos contra a reforma proposta pelo 1° ministro, Benjamin Netanyahu, que pretende limitar o poder do Judiciário de Israel.

Carlos Guedes, acompanhado de 16 colegas paranaenses do ramo, seguiu para Tel Aviv, cidade do oriente médio onde pretende conhecer o modelo de desenvolvimento do país relacionado à inovação e tecnologia.

O último fim de semana foi o décimo consecutivo de manifestações e, de acordo com os organizadores, o que teve o maior número de participantes na história do país. Estima-se que mais de 500 mil pessoas foram às ruas no sábado (27). O ato reúne estudantes, militares, trabalhadores, religiosos e aposentados e aconteceu em mais de 100 cidades, incluindo Jerusalém.

"Israel estabeleceu-se como nação em 1948, completa 75 anos. Aqui o fundo a carta, a carta que é o primeiro documento que estabelece as regras de funcionamento de um país, ou seja, como é o regimento democrático de um país. Eles escolheram como modelo a democracia", explica Carlos.

Além disso, ele comenta que os habitantes promoveram os atos contra o político e em defesa do documento.

O 1º ministro, integrante de uma integração de partidos de direita, extrema direita e fundamentalistas religioso, pretende aprovar os principais pontos da reforma antes de 2 de abril. Ele afirma que o Judiciário acumulou poder e não retrata a diversidade do povo israelense. Benjamin é acusado de corrupção em três casos separados.


Redação Catve.com

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Política
Últimas notícias de Política