Mundo

Canoagem: Brasil domina disputas no Sul Americano na Colômbia

A equipe conquistou neste segundo dia de prova mais 21 medalhas

23/04/2017 14h57 | Atualizado em 23/04/2017 15h29
O segundo dia de Campeonato Sul-americano de Canoagem Velocidade e Paracanoagem realizado na Colômbia, foi das disputas de 500m e o Brasil continua mostrando sua hegemonia na América Latina, ocupando a liderança da disputa por equipe.

No total foram conquistadas 36 medalhas nos dois dias de competições.

As competições iniciaram com K4 Masculino Junior e o Brasil conquistou o primeiro ouro do dia com os atletas Vitor Navarro, Matheus Moia, Marcos Scolaro e William Silva; seguidos do Uruguai e da Argentina.

No Feminino as atletas Emilly Schellworth, Silvia Portella, Débora Garcia e Isadora Ribeiro ficaram mais uma vez com o bronze, as vencedoras foram as argentinas seguidas das chilenas. Na disputa da categoria Sênior a equipe composta pelos atletas Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso dias levou mais um ouro.

No K1 Sênior masculino o lugar mais alto do pódio ficou com Vagner Souta que fechou a prova com o tempo de 1:42:84, a prata ficou com a Argentina e o bronze com o Uruguai.

Com esta medalha o atleta Vagner Souta já somou até aqui quatro medalhas de ouro "Estou feliz com meus resultados, competição está muito boa e as medalhas são frutos do nosso treinamento." Na categoria Junior Matheus Moia conquistou a prata ficando atrás da Argentina e na frente da Colômbia. No Feminino Sub-23 a canoísta Bruna Domingues que já havia conquista um ouro na prova de 1000m, garantiu outro hoje na de 500m, seguida da atletas da Argentina e do Equador.

Nas disputas de K2 500m a equipe brasileira conquistou duas pratas.

A primeira na categoria Junior com os canoístas Vitor Navarro e Marcos Scolaro, e a segunda com a dupla Roberto Maehler e Edson Silva na categoria Sênior. Nas duas provas as medalhas de ouro ficaram com a Argentina e os bronzes com o Uruguai.

Na primeira prova do dia de canoa, o C1 500 Masculino Sênior Isaquias Queiroz entrou na água e conquistou seu segundo ouro na competição, agora na prova de 500m.

Em segundo lugar ficou Alejandro Rodriguez, da Colômbia, e em terceiro Michael Garcia, do Chile. Na categoria junior o desfecho foi o mesmo, o atleta atleta Jack Godmann também conquistou sua segunda medalha de ouro na competição. E na categoria sub 23, Milton Oliveira, fechou a competição do C1 masculina também com ouro.

No feminino C1 Feminino o Brasil conquistou o ouro com Valdenice Conceição, seguida das atletas do Chile e do Equador. Para ela o nível da prova vem aumentando a cada ano, mas o resultado mostra que o Brasil está no caminho certo, "Remei bem, representei bem o Brasil, senti um pouco a altitude, mas graças a Deus deu tudo certo".

Nas provas de C2 o Brasil conquistou mais dois ouros, na categoria Sênior com os atletas Isaquias Queiroz e Erlon Santos e na categoria Junior com os canoístas Helton Silva e Sávio Vieira. No feminino sênior a dupla Angela Silva e Andrea Oliveira conquistaram a prata, ficando atrás do Chile e na frente da Argentina.

Paracanoagem

A equipe brasileira de Paracanoagem realizou hoje sua participação no Campeonato Sul-americano, com as provas de 200m. E conquistou seis medalhas, cinco de ouro e uma de prata.

No feminino as atletas Debora Benevides e Mari Santilli conquistaram o ouro respectivamente nas classes KL2 e KL3, e na KL1 Adriana Azevedo ficou com a prata.

No masculino o aproveitamento foi 100% com a conquista de três medalhas de ouro, os atletas Caio ribeiro (KL3), Fernando Rufino (KL2) e Luiz Carlos Cardoso (KL1).

Para o atleta Fernando Rufino voltar as competições internacionais após um ano afastado por motivos de saúde é uma alegria.

"Uma emoção muito grande voltar as competições, hoje estar aqui no Sul-americano com a família da canoagem brasileira é muita alegria. E estar conquistando mais uma medalha é um orgulho, de estar honrando nossos patrocinadores e cada um que torce por mim".

Redação Catve.com com CBCa