Policial

MP propõe ação de improbidade administrativa contra prefeito e primeira-dama de Foz do Iguaçu

Casal consentiu na utilização de serviços utilizando bens da prefeitura para manutenção da própria casa


Imagem de Capa

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado do Paraná, ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra o atual prefeito de Foz do Iguaçu, Francisco Lacerda Brasileiro, a primeira-dama e ex Secretária de Saúde, Rosas Maria Jeronymo Lima, o Coordenador do Banco de Alimentos Local, Alessandro Moreira do Carmo, além de egressos vinculados ao Patronato Penitenciário, bem como: Adenilson Dias da Silva, Angélica Maciel, Reginaldo Laurindo dos Santos, Carlos Modesto dos Santos, Leonardo Lima Torres Pereira e Valdir Pereira.

O documento afirma que o prefeito e a esposa consentiram na utilização de serviços e bens de propriedade da Prefeitura de Foz do Iguaçu para a realização de reparos no telhado da casa onde vivem. Para a realização do serviço, o casal contratou o Coordenador do Banco de Alimentos vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social, Alessandro Moreira do Carmo.

Alessandro Moreira do Carmo utilizou do cargo público, organizou um grupo de presidiários, sob a sua coordenação, para a prestação do serviço, sendo eles: Adenilson Dias Da Silva, Angélica Maciel, Reginaldo Laurindo Dos Santos, Carlos Modesto Dos Santos, Leonardo Lima Torres Pereira e Valdir Pereira.

Os presidiários foram desviados das atribuições para as quais recebiam contraprestação nominada "auxílio qualificação", não menor que R$ 1 mil.

A então Secretária do Banco de Alimentos, Angélica Maciel, fez o registro falso para regular a frequência dos detentos, omitindo a utilização do horário de serviços para a realização de trabalhos particulares na residência do Prefeito.

Diante dessa circunstância foram denunciados, pelo crime de falsidade ideológica: Alessandro Moreira do Carmo, Adenilson Dias da Silva, Angélica Maciel, Reginaldo Laurindo dos Santos, Carlos Modesto dos Santos, Leonardo Lima Torres Pereira e Valdir Pereira.

Também foram utilizados dois veículos da Prefeitura de Foz do Iguaçu para o transporte dos materiais de construção, assim como a sede do Banco de Alimentos para guardá-las até o deslocamento final.

Catve

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Policial
Últimas notícias de Policial