Prefeitura de Toledo lamenta agressão sofrida por médico epidemiologista

A Polícia Civil investiga o caso

01 de março de 2021 | 19h26 | Atualizado há 39 dias

PUBLICIDADE
Por meio de nota emitida à imprensa nesta segunda-feira (1), a Prefeitura de Toledo repudiou às agressões sofridas pelo médico epidemiologista José Eduardo Mainart Panini.

De acordo com o documento, o município entendeu ser injustificável e inaceitável o ato, apesar de reforçar informações preliminares de que o fato tenha ocorrido fora de horário e do ambiente de trabalho.

Publicação do médico

"Na sexta-feira, após horas de reunião pra determinar o que seria ou não fechado, baseado num Decreto do Estado do Paraná. Já deixo claro, que baseado nos números não há mais nada a que fazer, senão as coisas só piorarão. Ao alertar os riscos a pessoas conhecidas, a resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia. Enfim pessoas assim que ajudaram situação chegar onde está! O desânimo não vem! E junto com eles temos muita coisa boa, progresso, vacinas e tudo que vai fazer sairmos dessa pandemia! E aos trabalhadores da saúde muita força!"

A Polícia Civil se posicionou informando que o médico não compareceu à delegacia para relatar a situação. No entanto, outra pessoa envolvida na briga registrou boletim de ocorrência, afirmando ter sido agredida pelo médico. A briga, segundo a polícia, aconteceu por conta de um desentendimento familiar e não envolve ambiente profissional ou público.

A Delegacia da mulher de Toledo reforçou a afirmação de que, por se tratar de "violência doméstica familiar", o caso vai ocorrer em segredo de justiça.

Até o momento não foi informado o que de fato aconteceu. A Polícia Civil investiga o caso.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM