Acic diz não concordar com o novo decreto estadual

Decreto exige que os estabelecimentos comercias fechem temporariamente

26 de fevereiro de 2021 | 18h16 | Atualizado há 42 dias

PUBLICIDADE
A Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel) diz não concordar com o novo decreto publicado na sexta-feira (26).

O decreto que exige que os estabelecimentos comercias fechem temporariamente a partir de segunda-feira (1) até segunda-feira (8).

Em nota, a associação diz "estamos convictos que as medidas poderiam ter sido pensadas no coletivo e não discriminando parte do setor produtivo, o que nos causa revolta e desânimo." E afirma que já foi comprovado com números e dados que não é dentro dos estabelecimentos empresariais que se tem a maior transmissibilidade do vírus.

Acic relata que essa medida comprova a fala de insensibilidade por parte do Governo do Estado e que o lockdown só acarretará em mais empresas encerrando suas atividades.

Segundo eles outras medidas poderiam ser adotadas como o aumento das fiscalizações de aglomerações irresponsáveis que acontecem em todo o Estado, que desafiam as autoridades e colocam a todos em risco.
Assessoria
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM