Trevo Cataratas: Familiares se emocionam com homenagem a Alsir Pelissaro

Ex-presidente da Cettrans morreu em outubro do ano passado

10 de agosto de 2020 | 20h34 | Atualizado há 38 dias

Foto: Assessoria
PUBLICIDADE
O novo Trevo Cataratas, que teve a ordem de serviço assinado na tarde desta segunda-feira (10) pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Junior, levará o nome de Alsir Pelissaro, ex-presidente da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) que morreu em outubro do ano passado. O governador Ratinho Junior lembrou da amizade com Pelissaro e disse se tratar de uma justa homenagem.

"O Alsir foi um dos homens mais puros que eu tive a oportunidade de conhecer na minha vida e gostava de mim de verdade, torcia muito por mim e era uma das pessoas mais respeitadas aqui em Cascavel", enfatizou. Ele destacou que, de alguma forma, Pelissaro dedicou parte de sua vida para unir forças em Cascavel para que o trevo ganhasse uma nova configuração.

O prefeito Leonaldo Paranhos destacou que Pelissaro sempre foi uma voz em defesa do novo trevo. "O Alsir não falava em novo trevo só porque ele passava aqui, mas porque Alsir era uma pessoa sensível", disse Paranhos.

Elisabeth Pelissaro Fonseca, irmã de Pelissaro, disse que a emoção era grande e lembrou que cresceu no entorno do trevo ao lado do irmão.

"A gente ficou muito impressionada ver o nome do nosso irmão numa placa, numa obra tão importante. Para nós é, assim, emocionante mesmo, estou bem feliz", disse.

A mesma emoção foi compartilhada por Elisângela, outra irmã de Pelissaro. "Eu estou até extasiada, pensar como ele estaria vendo isso como estou vendo, sendo honrado como ele foi.Todos os amigos aqui falando super bem dele e com saudade. Estou muito emocionada", frisou.

A obra
A reconfiguração do Trevo Cataratas, que deve iniciar ainda em agosto, será uma das maiores obras de engenharia do país em execução atualmente e irá resolver um dos grandes gargalos do Paraná. Pelo local, trafegam aproximadamente 45 mil veículos diariamente em um dos maiores entrocamentos rodoviários do país e que liga a diferentes regiões brasileiras. São três rodovias federais - BRs 277,467 e 369 - que passam pelo Trevo Cataratas, além do acesso à Avenida Brasil, a maior via pública de Cascavel.

Estão sendo investidos R$ 82 milhões na obra, que tem prazo de dois anos para conclusão. Os recursos são provenientes de um acordo de leniência proposto pelo Ministério Público Federal (MPF) e firmado entre a concessionária que administra a rodovia, a Justiça e o governo Paraná.

A intervenção no local será feita por etapas, para causar os menores transtornos possíveis. As vias marginais serão as primeiras a serem construídas para uma melhor fluidez do trânsito. "É um momento especial não só para Cascavel, mas para todo o Paraná. Será colocado um ponto final num dos maiores gargalos do País", disse o secretário de Infraestrutura Logística do Paraná, Sandro Alex.

O prefeito Paranhos observou que o memento é de deixar de lado as questões pessoais e todos torcer, vibrar e comemorar juntos a conquista. "Cascavel vive uma grande expectativa por causa da importância desta obra, uma luta de gerações em nome da solução para um gargalo de desenvolvimento. É uma obra que vai mudar o Oeste do Paraná porque Cascavel é um corredor da produção do Paraná, Mato Grosso do Sul e do Paraguai", afirmou.
Assessoria
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM