Cascavel

Em 5 horas, bloqueio de inspeção sanitária registra apenas um caso sintomático

Das 07h às 12h foram abordadas 1.062 pessoas assintomáticas nos pontos de bloqueio

25/03/2020 14h42 | Atualizado em 25/03/2020 14h42
Mais de mil abordagens foram realizadas das 07h às 12h desta quarta-feira (25), segundo dia de bloqueio de inspeção sanitária nas principais entradas da cidade de Cascavel. Neste período, foram abordadas 1.062 pessoas assintomáticas nos quatro pontos montados pelas forças de segurança com sinalização e desvio nas rodovias. Apenas uma pessoa apresentou sintomas durante a triagem feita pelos fiscais da Vigilância Sanitária e Epidemiológica.

As barreiras foram montadas na entrada/saída de Cascavel no posto da PRF (saída para Curitiba na BR 277); no Posto Colina Verde na BR-467; no Posto desativado da BR-369 (região do Lago Azul) e no Posto São Cristóvão na entrada de Foz do Iguaçu, na BR-277, nas proximidades do contorno oeste.

De acordo com o prefeito Leonaldo Paranhos, não há bloqueio de passagem, mas de inspeção sanitária. Todas as pessoas que entram na cidade para fazer um serviço ou uma entrega serão autorizadas a fazer e regressar. Quem vem de municípios com casos comprovados deve seguir um protocolo diferenciado. "Faremos o encaminhamento domiciliar, com a pulseira de identificação, e ficarão de sete a 14 dias em observação. Orientamos a ficar em observação e dentro do isolamento domiciliar".

A escala de trabalho das barreiras foi dividida em três turnos: das 7 às 12 horas; das 12 às 17 horas e das 17 às 22 horas nestes três primeiros dias de bloqueio. A ação está sendo avaliada de forma permanente e ajustes podem ser realizados a qualquer momento.

Estão atuando 12 agentes da Secretaria Municipal de Saúde por turno, além de guardas municipais, agentes da Cettrans/Transitar, policiais rodoviários federais e estaduais, Polícia Militar, com apoio da Ecocataratas e da Viapar, totalizando cerca de 30 pessoas em cada turno.

Os grupos estão seguindo o protocolo de cuidados, com álcool em gel, luvas e máscara conforme preconizado pela Vigilância Sanitária, inclusive com assepsia em canetas após cada uso.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.