Política

Mulher leva pé de maconha para participar de sessão da Câmara e acaba na delegacia

Ela tem a permissão para fazer o uso da cannabis mas não para transportar a planta


Imagem de Capa

jc

Uma cena inusitada foi registrada na Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu.

Valéria Moura, diagnosticada com Autismo e outras doenças que prejudicam o metabolismo, faz uso de medicamentos a bases da planta da maconha e a muito tempo, conseguiu na justiça, um habeas-corpus para circular com o pé de maconha que ela chama de catarina pelas ruas e eventos, mas o documento não fala nada sobre entrada em prédios públicos.

A presença dela, movimento toda a direção e o Setor Jurídico da Casa de Leis para resolver a situação.

Depois de quase uma hora e sem autorização para entrar no plenário e sem poder ser presa, mesmo com o pé de maconha, Valéria foi convidada a acompanhar os Guardas Municipais (GM’s) até a Delegacia da cidade.

O evento que Valéria queria participar da Câmara era uma audiência pública sobre o uso medicinal da cannabis.

Desde o ano passado, o Paraná tem uma lei que autoriza o uso medicinal da cannabis. A lei tem o nome Pétala em homenagem a uma criança que faz uso da medicação, mas o tema ainda é motivo de muita confusão, inclusive, em Foz do Iguaçu.

Posicionamento da Câmara de Foz do Iguaçu

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu esclarece que a audiência pública desta sexta-feira (1°) está sendo realizada para debater o uso da cannabis medicinal e que a decisão de conduzir a cidadã para delegacia foi tomada pela Guarda Municipal após averiguação de documento apresentado por ela para uso medicinal. 

A participante portava cópia de uma decisão judicial que liberou o uso da planta controlada pela ANVISA para fins medicinais, devido a dores crônicas. No entanto, por falta de autorização legal e pela falta de detalhes na decisão, transportar e trazer consigo a planta para outros fins pode ser considerado crime de acordo com artigo 33 da lei de drogas. Por isso, a Guarda Municipal levou a pessoa à delegacia para resolver o caso com a polícia.

JC

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Política
Últimas notícias de Política