Veja o que os candidatos a prefeito de Cascavel prometem à Educação

Planos de governo trazem propostas clássicas, mas algumas curiosidades

15 de outubro de 2020 | 14h32 | Atualizado há 6 dias

PUBLICIDADE

As propostas dos oito candidatos a prefeito de Cascavel, para a Educação, registradas no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) são bem variadas.
Além das propostas comuns, de zerar filas de Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil), construir e escolas e valorizar professores, contam algumas promessas curiosas.

O Portal Catve listou tudo o que conta no plano de governo dos candidatos, para a educação, disposto por ordem alfabética.


MAJOR ARSÊNIO
NÃO CONSTA PROPOSTA ESPECÍFICA PARA A ÁREA


CARLOS MORAES (AVANTE)

- Capacitar e oferecer oportunidades de apartamento a professores e servidores da educação, oferecendo melhores condições de trabalho e salário

- Implantar núcleo de tecnologia de ponta EAD oferecendo internet, equipamentos para atividades de contraturno com aprendizado ludico interativo e dinâmico entre alunos e professores, Afastando desta forma crianças da vulnerabilidade a que esto expostas na internet. dia-a-dia quando não estou compromissadas com em seu atividades de aprendizado de contraturno escolar

- Construção da fazenda didática com todas as atrações da zona rural que também atende o contraturno dos alunos para que cada criança possa vivenciar e aprender tudo sobre a principal força econômica de nos cidade, o agronegócio. A fazenda será aberta aos finais de semana e feriados, para a visitação de crianças de Cascavel, regime público em
geral

- Implantar o programa "creche em casa". que mediante a regulamentação do projeto de lei 2401/19. contemplara crianças do berçário ao Maternal II, onde elas desenvolverão a cognitividade, com acompanhamento da Secretaria de Educação, através de equipes multidisciplinares, das quais podemos citar pedagogos psicopedagogos, assistentes sociais, nutricionistas e demais profissionais oferecendo todo o suporte necessário. Desta forma, atenderemos todas as crianças nesta faixa etária que estão fora das creches.-

EVANDRO ROMAN (PATRIOTA)

- Realizar ações emergenciais para eliminar o déficit de vagas na educação de 0 a 3 anos, atendendo plenamente a atual demanda;

- Desenvolver ações de forma humanizada, respeitando os servidores da educação, incentivando e possibilitando conhecer seus direitos e deveres com formação continuada que ajudem o profissional a trabalhar com a prevenção de condutas sujeitas a sanções, conforme Estatuto do Servidor, trazendo profissionais da área do Direito para trabalhar temas como: DEVERES E PROIBIÇÕES;

- Ampliar a formação continuada dos professores, com base no Currículo da Rede Pública Municipal de Ensino e BNCC, bem como definir os temas com base na construção coletiva de forma participativa, para contemplar todos os assuntos referentes à educação escolar no âmbito do município;
- Promover e valorizar a qualificação do professor e servidores da educação, de forma que possa desempenhar as suas funções da melhor forma possível, para uma ação pedagógica eficiente;
- Valorizar o servidor da educação em conformidade com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários;

- Adotar medidas de flexibilização para a valorização dos demais profissionais da educação (zeladoras, secretários...) quanto aos períodos de férias e recesso;

- Dialogar com o Siprovel e Sismuvel, bem como disponibilizar um canal direto para os Professores e Prefeito; ? Cumprir a Lei 4.362/2006, para garantir que as aulas de Educação Física sejam realizadas por profissional graduados na área (Decreto 15.268/2020);

- Ampliar as escolas em regime de Tempo Integral com a oferta de atividades em contraturno (esportivas, cultural e educativas) visando a formação do cidadão;

- Realizar o projeto educação no trânsito para o desenvolvimento da consciência dos futuros cidadãos no que se refere ao respeito às leis de trânsito; -
Aumentar o investimento em ações e projetos que promovam a melhora contínua da qualidade de ensino;

- Melhorar da Merenda Escolar com Investimento na casa dos R$ 12.000.000,00, sendo R$ 4.471.000,00 do FNDE e R$ 7.529.000,00 de contrapartida do município;

- Aumentar de 30% para 40% o investimento na agricultura familiar, ofertando alimentos saudáveis e de qualidade e valorizando o produtor rural do município; (30% primeiro ano - 35% segundo ano ? 40% terceiro ano ? 40% quarto ano);

- Fornecer cardápio adequado às necessidades nutricionais das crianças, alinhado com os produtores/fornecedores, para que os mesmos se organizem na certeza de que suas produções irão atender às necessidades dos alunos;

- Ampliar o incentivo aos produtores da agricultura familiar do município;

- Realizar controle rigoroso de qualidade do uniforme escolar;

- Desenvolver uma programação de entrega com agilidade, fazendo com que o kit de uniforme escolar chegue rapidamente ao aluno;

- Implantar novas unidades escolares por meio de convênio com o Governo Federal (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação ? FNDE);

- Estruturar um plano amplo de manutenção, reforma e ampliação das unidades escolares existentes;

- Ampliar o número de quadras esportivas nas escolas municipais, inclusive quadras cobertas;

- Construir um complexo educacional destinado à formação e capacitação, qualificação e aprimoramento dos alunos da rede municipal nas áreas de artes plásticas, música, teatro, danças e demais expressões culturais;

- Melhorar o desempenho na avaliação do IDEB, com uma ação conjunta articulando a escola, Conselhos Escolares e professores;

- Garantir o acesso para todos os alunos do Município de Cascavel;

- Erradicar o analfabetismo, ampliando o nível de escolaridade da população e propiciando qualificação para o trabalho e a geração de renda;

- Apoiar e desenvolver ações em conjunto com a comunidade escolar (Conselho Escolar e Associações de Pais, Professores e Servidores) que envolvam as escolas municipais aos fins de semana e feriados;

- Implantar escolas Cívico Militar;

- Garantir o acesso do aluno de áreas rurais, através do transporte escolar, às escolas municipais;

- Garantir a inclusão e assegurar a acessibilidade fortalecendo o CAP e CAS das crianças com deficiência, com equipamento e mobiliário especial;

- Disponibilizar aplicativo para celular/smartphone para que os pais ou responsáveis tenham acesso rápido a informações escolares, facilitando o acompanhamento da frequência e desempenho do aluno;

- Ampliar a Patrulha Escolar - Guarda Municipal fazendo a segurança das escolas;

- Implantar as "Olimpíadas do Saber", estimulando o interesse dos alunos pelo conhecimento e premiando alunos e professores

INÊS DE PAULA (PROGRESSISSTAS)

- Criar o programa avança educação: Com o objetivo de melhorar a qualidade de ensino, teremos a prioridade de avançar a educação, no sentido de ser inclusiva, integral e digital. Diante a pandemia, temos que ter outros olhos, mas sempre respeitando a socialização.

- A educação é uma obrigação do governo Municipal, Estadual e Federal, e vamos usar de todos os meios para que a esfera Estadual e Federal cumpra com as obrigações constitucionais.

- Avançar na qualificação e capacitação dos trabalhadores da Educação, de acordo com o Plano de cargos e salários;

- Em respeito às famílias, avançar e incentivar com parceria público/privado para a construção de Centro Infantis nos parques industriais existentes e nos outros polos industriais que serão construídos, para beneficiar as mães trabalhadoras das industrias, no sentido de permanecerem maior tempo com os seus filhos;

- Avançar em programas de entendimento em parceria com a Secretaria de Saúde, ajudar a classe professores que mais estão sofrendo com a Síndrome de Bournout, para sua recuperação e/ou aposentadoria nos casos mais graves desse distúrbio psicológico, categorizado no CID11, que já consta online(universal).

- Treinar os professores com metodologias ativas de ensino para colocar Cascavel como modelo do Sul do país. ?Aprender a aprender?.

- Discutir com os Professores sobre a viabilidade da implantação do Método Pei ? (Programa de enriquecimento instrumental), que é um programa de intervenção cognitiva em todas as escolas municipais, montando esse curso e dando essa formação aos professores. Para terem melhores ferramentas para ensinar crianças com dificuldades cognitivas.

- Combater a evasão escolar, já que cada 10 crianças e adolescentes que evadem das escolas, 08 crianças são pela dependência química. Elaborando planos juntamente com o Conselho da Criança e Adolescente, comunidade, segurança pública, Departamento antidrogas e outras.

- Viabilizar estudo técnico para parcerias público/privado, com a finalidade de combater a fila de espera na educação infantil.

- Incorporar tecnologias digitais da informação e comunicação para potencializar e modernizar os processos de ensino e aprendizagem;

- Implementar o Programa de Acompanhamento Familiar como forma de apoiar as famílias no processo de ensino remoto ou híbrido;



JUAREZ BERTÉ (DEM)

- Investir nas unidades escolares com maiores problemas de aprendizagem, promovendo estratégias próprias para o soluções.

- Criar o Centro de Apoio e Inovação para professores e equipes escolares, que mobilize, capacite e apoie de forma sistemática a construção de propostas e soluções voltadas para a melhoria das aprendizagens.

- Organizar residências pedagógicas, com funcionamento análogo às residências de estudantes, desenvolvendo parceria com Faculdades, Centro Acadêmico e universidades para assim o município fomentar a educação.

- Zerar o déficit das Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil) a população merece educação de qualidade.

- Matéria de Moral e Cívica nos colégios Municipais , enriquecendo a grade curricular municipal, somos preocupados com a formação de um cidadão.
- Implantar o professor de educação física para o desenvolvimento de atividades física e esportivas.


LEONALDO PARANHOS (PSC)

- Fortalecer e dar continuidade ao Programa Criança Feliz na rede Municipal de Educação, proporcionando qualidade no ensino, respeitando as fases de cada criança.

- Continuidade do programa Valorização do Servidor, com capacitação dos professores e servidores. A melhoria na qualidade da educação passa necessariamente pela melhor formação, capacitação e valorização dos professores.

- Continuidade e ampliação do Programa de Educação em Tempo Integral com incentivo ao esporte e cultura nas atividades de contra turno.

- Manter o programa de distribuição gratuita anual de uniformes para todos os alunos da rede municipal de ensino, no sistema Cascavel Compra Legal, garantindo qualidade, economia e pontualidade na entrega.

- Ampliação do uso de alimentos orgânicos, melhorando a variedade dos alimentos da merenda escolar.

- Ampliar o número de vagas na Clínica Escola do Transtorno do Espectro Autista.

- Manutenção do Desenvolvimento da Robótica educacional e Criatividade.

- Implementar o Centro de Integração de Cultura e Língua.

- Manter o programa de revitalização e ampliação das escolas e Cmeis (Escola Feliz).

- Criar o Programa de iniciação do Aluno Atleta na sede da Fundação Municipal de Esporte e Cultura.

- Implementar o Programa de Educação Ambiental Permanente na Rede Municipal de Educação.

- Ampliar o programa de educação empreendedora em ações do contra turno escolar.

- Implantação do Programa Escola Inteligente ? com instalação de eficiência energética e tecnologia nas escolas municipais.


MÁRCIO PACHECO (PDT)

METAS BÁSICAS DA POLÍTICA EDUCACIONAL
- Alfabetizar todos os alunos da rede municipal até o final do 1° ano do ensino fundamental

- Garantir a capacidade de realizar as quatro operações aritméticas da Matemática até o final do 2° ano

- Garantir o aprendizado aferido pela Prova Brasil do 5° ano com a seguinte distribuição de proficiência:

a. pelo menos de 10% com alunos abaixo dos 200 pontos em Língua Portuguesa e Matemática;
b. pelo menos 80% dos alunos no nível entre 250-275 pontos;
c. pelo menos 10% dos alunos com pontuação acima de 275 pontos e
d. que, em cada escola, haja, em cada uma das provas, mais de 95% de presença e 98% de taxa de aprovação, desde o início da escolarização de forma a combater o atraso, a evasão e o abandono escolar

AÇÕES ESTRUTURANTES DE UMA POLÍTICA EDUCACIONAL EFETIVA:

- Garantir recursos pedagógicos de alta qualidade que levem aos alunos conteúdos, atividades e desafios para desenvolver seu potencial a partir da definição de um currículo mais ambicioso e claro e das novas orientações do Ministério da Educação quando ao aprendizado de leitura, escrita e Matemática, desde a educação infantil, estabelecer metas de aprendizagem para cada ano letivo e suas subdivisões, explicitadas com linguagem acessível e com progressão bem definida, para que professores, pais e alunos possam ter consciência dos desafios crescentes que devem enfrentar juntos.

- Implantar o Programa Tempo de Aprender, programa de alfabetização do MEC, cujo propósito é enfrentar as principais causas das deficiências da alfabetização, que são:

- Déficit na formação pedagógica e gerencial de docentes e gestores. Proposta: formação continuada de profissionais de alfabetização.

- Falta de materiais e de recursos estruturados para alunos e professores; Proposta: apoio pedagógico para alfabetização.

- Deficiências no acompanhamento da evolução dos alunos; Proposta: aprimoramento das avaliações da alfabetização.

- Baixo incentivo ao desempenho de professores alfabetizadores e de gestores educacionais. Proposta: valorização dos profissionais de alfabetização.

- Implantar o Programa CONTA PRA MIM, da Secretaria Nacional de Alfabetização do MEC, que tem com objetivo a ampla promoção da Literacia Familiar, promovendo o início da aprendizagem da linguagem oral, da leitura e da escrita, na convivência entre pais e filhos. Com base nas referências curriculares do Ministério da Educação, complementadas pelo estudo de referências internacionais, definir a aquisição de material didático e pedagógico para as escolas, professores e alunos que atendam a todas as modalidades de ensino e que estejam disponíveis em cada escola a tempo de atender a elaboração e a execução dos planos de ensino.

- Adequar a avaliação de aprendizagem do município, de maneira que a Secretaria de Educação possa acompanhar o direito dos alunos a aprender o que está estabelecido no currículo e no planejamento escolar.

- Aumentar a autonomia pedagógica e administrativa das escolas, por meio da seleção de profissionais altamente qualificados, que tenham condição de participar dos processos de seleção de profissionais para a rede, elaborar um plano de desenvolvimento profissional e de carreira que tenha como principal objetivo o direito à aprendizagem dos alunos, e que também possam contribuir para a seleção e elaboração de materiais didáticos e escolares de alta qualidade.

- Otimizar o tempo escolar de forma a fazer com que as horas passadas nas escolas sejam de ensino efetivo, complementadas, no contra turno por atividades esportivas, musicais, culturais e de apoio escolar, planejadas pelas equipes técnicas e executadas nas próprias escolas ou em outras estruturas adequadas dentro do município.

- Elaborar plano de desenvolvimento permanente dos profissionais de educação, com formação continuada adequada e relevante aos seus desafios de sala de aula e de integração com alunos e famílias, seguindo a Resolução de Formação Continuada recentemente aprovada pelo CNE.

INVESTIMENTOS EM ESTRUTURA FÍSICA E AÇÕES NOS CMEI?S.
- Construir novas unidades, bem como ampliar a parceria com a iniciativa privada, conforme as necessidades, o planejamento e a capacidade de investimento do munícipio, a fim de viabilizar o acolhimento de crianças que aguardam vagas na fila de espera;

- Ampliar a parceria com a iniciativa privada, a fim de viabilizar o acolhimento de crianças que aguardam vagas na fila de espera;

- Conciliar o calendário escolar dos CMEI?s ao da escola e ao da rede estadual de ensino;

RESPEITO, VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO.

- Reavaliar o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Profissionais na Educação Municipal em todos os níveis, com participação da categoria;

- Promover a contratação de profissionais na rede municipal, conforme as necessidades, o planejamento e a capacidade de investimento do munícipio,

- Elaborar cronograma de pagamento e gozo da licença-prêmio conforme solicitação;

- Assegurar que os cursos de capacitação sejam ministrados por profissionais comprovadamente qualificados e efetivamente capacitados;

- Valorizar e investir na formação continuada dos profissionais do magistério e da educação;

- Qualificar profissionais da educação para atuar como intérprete de Libras e atender os alunos surdos;

- Adquirir material de pesquisa e leitura para apoio aos professores; Ampliar o acervo das bibliotecas escolares.

- Garantir infraestrutura escolar limpa, segura, ordenada, confortável e propícia ao aprendizado escolar, ao engajamento acadêmico e à promoção do comportamento cidadão.

- A Prefeitura vai conduzir uma avaliação de cada escola, priorizando as que atendam populações de maior vulnerabilidade social, de forma a garantir uma infraestrutura de ensino e aprendizagem adequada aos seus propósitos, com conforto acústico e térmico, acolhedora, ordenada e limpa, que possa oferecer espaços para aprendizagem, práticas de esportes e de atividades culturais, conectividade de transmissão de dados e conteúdos, socialização, atendimento às famílias, leitura, acessibilidade e espaços especializados de ensino.

Em paralelo, será feito um levantamento criterioso de demanda escolar não atendida para todas as etapas de responsabilidade da Prefeitura, para que o Município possa elaborar um plano de atendimento que, ao mesmo tempo atenda à demanda atual, mas que possa se preparar para a mudança na demanda por serviços municipais decorrentes da acelerada dinâmica demográfica hoje em curso do Brasil. Esse plano será feito de maneira transparente e participativa, tendo como prioridade o atendimento de regiões e populações em situação de maior vulnerabilidade social.

- Além disso, terá um início um plano de atendimento escolar às populações em áreas rurais, de comunidades com atividades relacionadas ao agronegócio familiar, para que possam integrar a aprendizagem escolar ao desenvolvimento de suas propriedades e sua capacidade de contribuir para o crescimento da economia local, por meio de assessoria técnica de agências governamentais especializadas, como instituições de ensino superior e técnico, Embrapa, Sebrae, Fundetec etc.

Serão estudados os melhores modelos do País e até do exterior, com o objetivo de otimizar os recursos da Prefeitura e o impacto esperado do investimento. Escola Bem Viver Caúna, no município do Três de Maio no Rio Grande do Sul, em parceria com a Agrotec.


- Combater a absenteísmo, abandono e evasão escolar formando uma rede de proteção social para os alunos de maior vulnerabilidade

- Prover merenda e/ou suplementação alimentar qualidade, padrão nutricional e atratividade para que os alunos, em particular os mais vulneráveis possam sempre estar em condições assistir as aulas, participar das atividades físicas e aprender.

- Identificar alunos, conhecer e prover atendimento social às suas famílias, monitorando, de forma permanente, tanto os de maior vulnerabilidade social e emocional, quanto aqueles que necessitem de atendimento educacional especializado.

- Implementar as soluções técnicas mais efetivas para garantir a frequência regular e ininterrupta à escola, a boa integração com colegas e profissionais da escola e o bom desempenho escolar de todos.

- Promover a implementação de programas de pertencimento escolar e comunitário, tais como bandas de música, competições acadêmicas e esportivas, feiras de ciências, apresentações de teatro etc, que ao mesmo tempo promovam o desenvolvimento integral de cada aluno, mas contribua para que se sintam acolhidos e pertencendo à uma comunidade escolar e do entorno, formem laços afetivos com os profissionais das escolas, alunos e suas famílias, respeitem e valorizem os símbolos cívicos e institucionais da Cidade, Estado e País.

- Garantir a gestão transparente, competente e eficaz dos recursos educacionais, promovendo a autonomia e a responsabilização dos gestores

- Fortalecer e renovar o Conselho Municipal de Educação e o Conselho do Fundeb para dar total transparência na aplicação e destinação dos recursos da Educação, incluindo repasses externos, doações e os do FUNDEB (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica);

- Fortalecer, democratizar e dar mais transparência às demais instâncias de participação de pais e docentes nas decisões das políticas educacionais, de forma a lhes conferir mais efetividade e eficiência na condução dos assuntos relevantes, sempre com foco no direto a aprender dos alunos como sendo a razão de existir da Secretaria de Educação e das políticas educacionais.




PAULO PORTO (PT)

- Promover uma pesquisa diagnóstica envolvendo direções de escolas, equipes pedagógicas, professores, demais servidores, representação de pais e alunos, acerca da realidade educacional do município, suas necessidades, problemas, exigências, que interferem no ensino e aprendizagem, na qualidade da educação.

- Reformar, ampliar e readequar as Escolas e Centros Municipais de Educação Infantil.

- Assegurar a acessibilidade estrutural dos espaços educativos.

- Construir novas escolas conforme necessidade e planejamento.

- Garantir o cumprimento do Piso Salarial Nacional do Magistério para toda a categoria como vencimento e não em forma de abono.

- Garantir o cumprimento semanal da Hora-Atividade dos Professores e Professores de Educação Infantil de 33%, durante a jornada de trabalho do profissional.

- Prever um forte investimento no planejamento e na gestão pedagógica, amparado no trabalho coletivo e integrado dos (das) educadores (as) com as equipes pedagógicas de CMEI?s, Escolas e Secretaria de Educação.

- Investir na formação continuada e sistemática de educadores (as), em parceria com universidades públicas, garantindo tempo disponível integrado à jornada de trabalho.

- Valorizar ações que visem à formação pedagógica dos professores, inclusive compreendendo-os enquanto profissionais que precisam ser pesquisadores.
- Reavaliar o Plano de Cargos, Carreiras, Remuneração e Valorização dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de Ensino do Município de Cascavel em todos os níveis com participação e aprovação da categoria.

- Reavaliar e implementar o Plano de Cargos, Remuneração e de Valorização para os Profissionais da Educação, assegurando discussão com a categoria e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel para as devidas adequações nos cargos.

- Realizar concurso público para suprir a falta de profissionais na educação.

- Adquirir material de pesquisa e leitura para apoio aos professores.

- Combater ações que possam vir a configurar conduta abusiva e ou assédio moral.

- Implementar políticas de prevenção e atenção à saúde dos profissionais da educação.

- Investir na Educação de Jovens e Adultos, visando superar o analfabetismo, e sempre que possível, articulá-la à formação profissional.

- Organizar as turmas, sempre que possível, buscando nivelamento da faixa etária discente.

- Criar material didático com conteúdo adequado ao público atendido pela EJA dando significado ao conhecimento, evitando a infantilidade.

- Firmar parcerias com instituições acadêmicas para produção de material didático pedagógico específico as faixas etárias atendidas na EJA.

- Capacitar especificamente os profissionais da educação para atuarem na EJA.

- Implementar suporte pedagógico aos professores que atuam nesta modalidade de ensino.

- Garantir a merenda escolar aos alunos.

- Desenvolver Programa Municipal visando a Erradicação do Analfabetismo por meio do método ?Sim, Eu Posso? e ?Círculo de Cultura?.

- Ampliar espaços em Centros Municipais de Educação Infantil, e construção de novas unidades para ampliação do atendimento.

- Reavaliar a atual política de Educação em Tempo Integral, discutindo com as comunidades escolares e buscar junto ao Governo Federal possibilidade de ampliação da oferta

- Reavaliar a portaria que estabelece o número de alunos por sala, buscando respeitar as especificidades de cada escola/turma.

- Ampliar o fornecimento de alimentos da agricultura familiar no cardápio alimentar das unidades, com maior variedade e com preferência aos produtos agroecológicos.

- Suprir a necessidade de brinquedos, materiais pedagógicos e equipamentos.

- Garantir a aquisição ágil e eficaz de material didático e pedagógico para as unidades escolares.

- Garantir o atendimento do Reforço Escolar em todas as escolas da rede para todas as crianças com defasagem na aprendizagem.

- Garantir o cargo de Auxiliar de Regência de Classe nas unidades, para que o mesmo realize a função de auxílio ao aluno.

- Garantir Professor e Professora de Educação Infantil temporário para substituir licenças saúde e licenças maternidade dos professores e professoras concursados.

- Garantir que a equipe de Educação Especial tenha autonomia e conhecimento na área.

- Garantir agilidade na avaliação em contexto das crianças que necessitam do atendimento educacional especializado ? AEE.

- Criar e implantar políticas públicas voltadas à classe trabalhadora que propiciem a valorização profissional da equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação.

- Readequar o transporte escolar conforme as necessidades das unidades educacionais e a logística.

- Fortalecer o Programa de Combate à Evasão Escolar.

- Qualificar as bibliotecas escolares, na perspectiva da pesquisa educacional e estudo das práticas docentes;

- Democratização e qualificação da gestão educacional

- Assegurar a participação de representantes da comunidade escolar no Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação ? FUNDEB, no Conselho Municipal de Alimentação Escolar - PNAE, Conselho Municipal de Educação - CME, e demais conselhos de políticas públicas.

- Garantir a autonomia dos Conselhos no âmbito de suas atribuições.

- Valorizar os conselhos e redimensionar suas funções desgastadas pela correlação de forças com o Executivo e demais interesses.

- Fortalecer o Fórum Municipal de Educação, para melhor avaliar os resultados da educação municipal, com políticas públicas que assegurem a implementação das estratégias e cumprimento das metas do Plano Municipal de Educação.

- Fortalecer os Conselhos Escolares, com investimento na formação de seus segmentos, bem como a garantia de formas democráticas para escolha dos dirigentes escolares e de empenho na criação de um ambiente de diálogo para solução de conflitos e divergências.

- Ampliar o diálogo com as APPS (Associação de Pais, Professores e Servidores);


Valorização Profissional

- Garantir o cumprimento do Piso Salarial Nacional do Magistério para toda a categoria como vencimento e não em forma de abono.

- Garantir o cumprimento semanal da Hora-Atividade dos Professores e Professores de Educação Infantil de 33%, durante a jornada de trabalho do profissional.

- Prever um forte investimento no planejamento e na gestão pedagógica, amparado no trabalho coletivo e integrado dos (das) educadores (as) com as equipes pedagógicas de CMEI?s, Escolas e Secretaria de Educação.

- Investir na formação continuada e sistemática de educadores (as), em parceria com universidades públicas, garantindo tempo disponível integrado à jornada de trabalho.

- Valorizar ações que visem à formação pedagógica dos professores, inclusive compreendendo-os enquanto profissionais que precisam ser pesquisadores.
- Reavaliar o Plano de Cargos, Carreiras, Remuneração e Valorização dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de Ensino do Município de Cascavel em todos os níveis com participação e aprovação da categoria.

- Reavaliar e implementar o Plano de Cargos, Remuneração e de Valorização para os Profissionais da Educação, assegurando discussão com a categoria e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel para as devidas adequações nos cargos.

- Realizar concurso público para suprir a falta de profissionais na educação.

- Adquirir material de pesquisa e leitura para apoio aos professores.

- Combater ações que possam vir a configurar conduta abusiva e ou assédio moral.

- Implementar políticas de prevenção e atenção à saúde dos profissionais da educação.

Educação de Jovens e Adultos (EJA)

- Investir na Educação de Jovens e Adultos, visando superar o analfabetismo, e sempre que possível, articulá-la à formação profissional.

- Organizar as turmas, sempre que possível, buscando nivelamento da faixa etária discente.

- Criar material didático com conteúdo adequado ao público atendido pela EJA dando significado ao conhecimento, evitando a infantilidade.

- Firmar parcerias com instituições acadêmicas para produção de material didático pedagógico específico as faixas etárias atendidas na EJA.

- Capacitar especificamente os profissionais da educação para atuarem na EJA.

- Implementar suporte pedagógico aos professores que atuam nesta modalidade de ensino.

- Garantir a merenda escolar aos alunos.

- Desenvolver Programa Municipal visando a Erradicação do Analfabetismo por meio do método ?Sim, Eu Posso? e ?Círculo de Cultura?.

- Propostas para Educação Infantil nas comunidades do campo

- Construir e estruturar Centros Municipais de Educação Infantil no Campo, adequados a realidade e vida no campo, com diferentes espaços de vivência para as crianças.

- No caso de necessitar transporte escolar, que seja específico para as crianças pequenas com educadores em cada transporte, cinto de segurança, e que garanta à todas as crianças seus assentos. As crianças não poderão permanecer no transporte escolar por mais de 30 minutos. No caso de maior distância construir novo Centro de Educação Infantil do Campo.

- Garantir pessoal (Professores de Educação Infantil, serviços) e material de consumo (didático, pedagógico) necessário para os Centros de Educação Infantil do Campo;

Na dimensão da infraestrutura para qualidade educacional do campo

- Perfuração de poços artesianos por meio do Instituto das Águas para fornecimento de água potável nas Escolas do Campo.

- Qualificar parcerias entre os entes federados para melhoria da qualidade do transporte escolar do conjunto das escolas do campo, de modo que constitua formas de fiscalização da prestação dos serviços.

- Assegurar a melhoria e manutenção das estradas utilizadas para o transporte escolar, de maneira que garanta a efetivação dos 200 dias letivos.
- Garantir o direito das crianças, jovens e adultos do campo, estudarem no local em que vivem. Garantir uma política de não fechamento de Escolas do Campo com base na Lei n° 12.960/2014 e assegurar a fiscalização contra o fechamento de escolas.



Na dimensão do trabalho pedagógico das escolas municipais do campo

- Proporcionar condições para Escolas do Campo inovarem em seus Projetos Políticos Pedagógicos a relação com a cultura e o trabalho do campo.

- Realizar projetos pilotos de Educação Integral no Campo com ampliação do tempo escolar e organização curricular e formativa articulado por dois tempos-espaços: o tempo escola e o tempo comunidade.

- Organizar um Currículo próprio para as escolas municipais do campo, atendendo a necessidade dessa modalidade educativa, um currículo construído com os sujeitos e para os sujeitos do campo.

- Para as escolas com menos de 30 alunos, elaborar uma organização curricular que ofereça qualidade ao trabalho educativo diferente da proposta do multiano;

Na dimensão da formação continuada de professores do campo em serviço

- Desenvolver um programa de formação continuada para os professores das Escolas do Campo que considere as singularidades dos diversos sujeitos do campo e seus Projetos Políticos Pedagógicos.

- Efetivar o programa de formação continuada em parcerias entre Secretaria Municipal da Educação (SEMED), as IES públicas (estaduais e federais) e a Articulação Paranaense por uma Educação do Campo.

- Instituir um programa de elaboração de materiais didático-pedagógicos para Escolas do Campo, construído na interlocução direta entre os profissionais das IES públicas e os profissionais que atuam nas Escolas do Campo.

- Qualificar as bibliotecas escolares, na perspectiva da pesquisa educacional e estudo das práticas docentes nas escolas do campo.

- Garantir o acesso à internet banda larga como ferramenta de pesquisa e estudo;

Propostas para a educação de jovens e adultos do campo - Superação do analfabetismo no campo

- Oferecer condições para o desenvolvimento de um amplo programa de alfabetização voltado para a população do campo, por meio do método Sim, Eu Posso e Círculo de Cultura.

- Que não necessite um número mínimo de educandos/as para constituição das turmas e que estas sejam de no máximo 20 educandos/as.

- Fornecimento de material didático e pedagógico necessários para o desenvolvimento das aulas como TVs (com entrada para pen drive), lousa, giz, pen drive, cadeiras e carteiras, lâmpadas, cadernos, lápis e canetas borrachas, apagadores, apontadores, entre outros.

- Garantir a impressão das cartilhas e reprodução das vídeo aulas necessárias para a aplicação do método.

- Fornecer alimentação escolar aos educandos/as priorizando a compra da agricultura familiar e produtos agroecológicos.

- Priorizar que os/as educadores/as que residam nas comunidades do campo atuem nas escolas do campo.

- Implantar cursos de formação e de graduação em regime de alternância voltados em especial aos jovens agricultores, mas também a jovens urbanos em situação de desemprego, visando sua qualificação técnica e organizativa.
Laís Laíny/Luiz Nardelli
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM