Policial

Eu bati no chão e ela teve uma convulsão, diz médico em depoimento

Homem alega que em nenhum momento bateu no animal


Em depoimento prestado ao delegado da Polícia Civil, médico afirmou que não bateu na cadela que morreu na noite de segunda-feira (10) no Bairro Cancelli, em Cascavel.

Em pouco mais de seis minutos de depoimento, o detido afirma que a cadela estava muito estressada e que teria feito xixi no lugar errado e que para corrigir o animal ele pegou a no colo e levou até o castigo, neste momento a cadela que, segundo ele, "é escandalosa", começou a latir e gritar.

"O estresse foi que ela fez xixi e fui levar ela pra por de castigo e ao pegar ela no colo ela já grita e faz xixi, sozinha, independente de estar brigando ou não. Ela começou a fazer coco e gritar, ai eu fui limpar a bunda dela. Fui colocar ela de castigo e ela continuava lutando, 'esperneando' e eu bati no chão com o chinelo. Ela teve um negócio, uma convulsão, meio que desfaleceu assim. Nessa hora eu liguei pra uma veterinária, e eu desci reanimando ela ainda no prédio."

Contou ainda que ela começou a fazer as necessidades dela no colo dele e no momento em que foi limpar ela, ela voltou a latir, em seguida, ele bateu no chão com um chinelo e neste momento o animal teria sofrido uma convulsão e desfalecido.

O médico conta que ligou para a veterinária que atende os dois cachorros dele e que pegou o cão e foi para a clínica.

Após ouvir a versão dos fatos, o delegado explicou que por ser uma conduta de maus tratos aos animais o crime é inafiançável e que o homem deve permanecer preso, neste momento o advogado do médico tenta justificar a não permanência do detido na cadeia por ele estar de plantão de sobreaviso.

Médico anestesiologista segue preso na Cadeia Pública de Cascavel.


Redação Catve.com

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais lidas de Policial
Últimas notícias de Policial