Cotidiano

Depois do caso do menino autista que ficou desaparecido após sair da escola, tema continua sendo discutido

Presidente da Associação de Mães de Autistas de Cascavel falou sobre o assunto


Depois do caso do menino autista de 7 anos que ficou desaparecido após sair da escola onde estuda em Cascavel, o tema continua sendo discutido no município.

Samantha é mãe de filhos autistas e também é a presidente da associação de mães de autistas de Cascavel, que conta com 300 famílias inscritas.

Para ela é fundamental que todas as pessoas envolvidas no dia a dia uma pessoa com autismo estejam preparadas e atentas.


Relembre o caso:

Um menino de 7 anos de idade que tem autismo saiu da Escola Municipal Maria Fumiko no bairro Tarumã antes do fim da aula na terça-feira à tarde.

A mãe, que pediu para não ser identificada disse que foi buscar o filho no mesmo horário de sempre e que chegando no local foi informada da situação.

Segundo ela, a criança disse que teria corrido da escola porque estaria assustado.

A mãe pediu ajuda ao conselho tutelar, registrou boletim de ocorrência na polícia, o filho também fez exame de corpo de delito.

Confira a matéria completa:


EPC

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Cotidiano
Últimas notícias de Cotidiano