Curitiba

Casamento falso termina com brasileiras e egípcio presos em Curitiba

Trio apresentou à Polícia Federal documentos, com o intuito de regularizar a permanência do estrangeiro

12/06/2019 04h51 | Atualizado em 12/06/2019 04h51
Foto: André Richter/Agência Brasil
Duas brasileiras e um egípcio foram presos pela Polícia Federal, em Curitiba, na terça-feira (11), por tentarem simular um casamento para regularizarem a situação do imigrante no país.

O trio apresentou, no setor de imigração da Polícia Federal em Curitiba, diversos documentos, com o intuito de regularizar a permanência do estrangeiro. Após a verificação dos documentos e a realização de investigação policial, foi constatada a falsidade do casamento.

De acordo com a PF, caso a união fosse verdadeira, ela permitiria que o estrangeiro obtivesse o registro de permanência no país por casamento com brasileira. Uma das brasileiras presas é a verdadeira companheira do imigrante, no entanto, por ser pensionista, pediu que a amiga simulasse a união.

As duas brasileiras e o imigrante foram presos e responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de falsidade ideológica em documento público e em documento particular e uso de documentos falsificados. Se condenados poderão ter penas de até cinco anos de prisão.

Assessoria



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.