Cascavel

Justiça autoriza penhora de prédio sede da Diplomata

Espaço poderá ser penhorado pela Justiça do Trabalho

08/11/2018 20h32 | Atualizado em 08/11/2018 21h34
O grandioso prédio da Avenida Tancredo Neves, que é a sede da empresa Diplomata, poderá ser penhorado para pagamentos de dívidas trabalhistas.

É o que decidiu o juiz da 1ª Vara Cível de Cascavel, Pedro Ivo Lins Moreira. Na decisão, ele afirma ter sido provocado pela Justiça do Trabalho a se posicionar sobre a penhora porque a titularidade do imóvel está em nome da empresa Interagro LTDA, embora lá esteja instalada a empresa DIP Frangos.

A empresa Interagro, que arrematou o prédio em leilão, pertence ao grupo mas está fora do processo de recuperação judicial.

Segundo o juiz, "não há como evitar a penhora do imóvel-sede ainda que, por conveniência do grupo, ele esteja sendo ocupado pela subsidiária integral".

Ele afirma ainda que o imóvel é "valiosíssimo" para ser mantido como sede da empresa e que boa parte do espaço está ociosa.

"Na atual conjuntura, mostra-se impróprio manter imóvel valiosíssimo como sede administrativa apenas com o fim de manter a blindagem patrimonial, sobretudo quando há prova de que tal bem não pertence às RECUPERANDAS".

Por fim, o magistrado decidiu: "determino o envio de resposta ao JUÍZO TRABALHISTA e a DIRETORIA DO FÓRUM TRABALHISTA DE CASCAVEL-PR, no sentido de declarar a inexistência de conflito de competência sobre o imóvel de matrícula n. 42.774, do 1º CRI de Cascavel, de modo a admitir a penhora por outros juízos, sobretudo em razão da inexistência de "essencialidade legítima", violação a preservação da empresa ou existência de competência do JUÍZO DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL".

OUTRO LADO

A empresa Diplomata informou que não irá comentar sobre assuntos que não estão relacionados como plano de recuperação judicial e o cumprimento das suas parcelas.

A reportagem foi informada ainda que a Diplomata teve seu plano de recuperação aprovado por 95% dos credores e neste mês de outubro cumpriu o pagamento da sétima parcela.

Está fazendo um chamamento público para que os credores apresentem as contas para receber o pagamento da classe III que compreende os produtos rurais (Integrados) e fornecedores.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.