Curitiba

Futebol: pela primeira vez na história do Paraná homofobia é denunciada no TJD

Gritos homofóbicos da torcida estão na pauta da sessão desta quinta-feira (5)

03/12/2019 19h57 | Atualizado em 03/12/2019 19h57

Pela primeira vez na história do futebol paranaense, homofobia é denunciada e julgada na sessão do Tribunal Justiça Desportiva, marcada para esta quinta-feira (5).

O caso foi registrado no jogo entre Independente São Joseense e Nacional de Rolândia, no dia 6 de outubro deste ano pela primeira rodada da segunda fase da Taça FPF Sub 23.

O jogo foi realizado no Estádio do Pinhão e o Nacional que venceu com um gol de Thomas Anderson aos 48 minutos do 2° tempo.


O time de São José dos Pinhais foi denunciado pela procuradoria por gritos homofóbicos proferidos por torcedores que ocasionaram a paralisação da partida por duas vezes.

A situação foi relatada em súmula pelo árbitro da partida Murilo Ugolini Klein.

"10.0 - MOTIVO DE ATRASO NO INÍCIO E/OU REINÍCIO, E DE ACRÉSCIMOS

Acresci no 1° tempo 4 minutos devido a atendimento de jogadores supostamente lesionados, atendimento ao goleiro e paralisação da partida (por 2x) devido a gritos homofóbicos por parte da torcida do Independente FSJ.

No 2° tempo acresci 5 minutos devido a substituições e retirada de jogadores supostamente lesionados".


O time chegou a ser absolvido no primeiro julgamento por unanimidade de votos.

Mas a promotoria recorreu.

O caso será julgado na sede do TJD/PR, a partir das 19:00. A decisão servirá de embasamento para o Paranaense.




Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.