São Paulo

Automobilismo: FIA Cancela 6 Horas de São Paulo

Etapa brasileira ia estrear no calendário do campeonato mundial de endurance

02/12/2019 18h45 | Atualizado em 02/12/2019 18h45
Foto: FIA WEC
A Federação Internacional de Automobilismo anunciou nesta segunda-feira (2) o cancelamento das 6 Horas de São Paulo.

A etapa brasileira IA estrear no calendário do WEC, o campeonato mundial de veículos de endurance, que estava programada para fevereiro, em Interlagos.

A corrida foi transferida para Austin, no Texas (EUA), e terá mudança de dia, passando a ser realizada no dia 23 de tal mês, e também no formato de 6 horas de duração.

A mudança se dá pela realização do Super Bowl da NFL, que ocorre no primeiro final de semana de fevereiro, e também para que não coincida com a etapa da Fórmula E do final de semana dos dias 14 e 15.

Os organizadores já anunciaram que vão ressarcir quem já tiver comprado ingresso.

A FIA diz na nota que o local brasileiro não conseguiu cumprir com obrigações contratuais e por isso foi substituída, mas que a decisão não foi tomada por conta da cidade ou do Autódromo de Interlagos.

O promotor da prova em São Paulo, Nicholas Duduch, diretor-executivo da promotora N Duduch Motorsports, não teria conseguido pagar a taxa cobrada pelo WEC, apresentando apenas uma garantia de crédito insuficiente.

Em nota, o promotor disse que já havia investido mais de R$ 8 milhões do total de R$ 12 milhões que seriam investidos por eles e por patrocinadores e que a organização do WEC.

Os problemas com a promotora já haviam sido levados à público em novembro, quando Gérard Neveu, chefe da categoria, havia afirmado que via o Brasil "atrasado em diversos parâmetros" para a realização da prova.

A promotora afirmou que as preocupações tinham mais relação com a situação do país do que com a prova em si.

Porém, o WEC decidiu pelo cancelamento.

Em março de 2018, Nicholas Duduch convocou uma entrevista coletiva para anunciar o retorno do Brasil ao calendário do Mundial de Endurance.
As 6 Horas de São Paulo voltariam a ser disputadas a partir de 2020.

No encontro, estavam, além de Duduch, Gerard Néveu, diretor-geral do WEC; João Amaral, da SPTuris; Waldner Bernardo, o Dadai, presidente da CBA; e Bruno Senna, que à época foi anunciado como embaixador da prova.

Em agosto de 2018, a FIA divulgou o calendário do Mundial de Endurance para a supertemporada 2019/20 e confirmou o retorno das 6 Horas de São Paulo.

A prova foi marcada para 1º de fevereiro em Interlagos.

Seria uma das três provas com duração de 6 horas no calendário, assim como Fuji, já realizada, e Spa-Francorchamps.

Dois meses depois, em outubro do ano passado, foi formalizado o termo de compromisso entre a empresa promotora das 6 Horas de São Paulo, a N/Duduch Motorsports, a prefeitura de São Paulo e o WEC.

Bruno Covas, prefeito da capital paulista, e Neveu, estiveram no encontro ao lado de Duduch.

"Estamos todos animados com o retorno do WEC a São Paulo no começo de 2020", disse o dirigente francês.

Os ingressos para o evento começaram a ser comercializados a partir de maio de 2019, com os preços variando entre R$ 125 e R$ 3.950, em pacotes válidos para os três dias de atividades de pista. Só que em meio ao trabalho de divulgação feito por meio das redes sociais, a realização das 6 Horas de São Paulo passou a ser alvo de preocupação de Neveu.

O dirigente colocou em xeque a organização do WEC no Brasil ao falar em ?sérias dúvidas e preocupações?.


Há menos de um mês, em novembro, Duduch rebateu as afirmações do chefão do WEC e garantiu a realização da prova.

O cancelamento das 6 Horas de São Paulo em 2020 é mais um capítulo da imagem do automobilismo brasileiro perante o esporte a motor internacional.

O mais recente foi o cancelamento do eP de São Paulo da Fórmula E, outrora marcado para 2018, por conta do processo de privatização do Anhembi pelo então prefeito da capital paulista, João Doria, hoje governador de São Paulo.

Redação Catve.com com GP



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.