Acusado de matar e colocar corpo de jovem em guarda-roupas vai a júri

Gisele da Costa Santos estava com pés e mãos amarrados

21 de outubro de 2021 | 12h49 | Atualizado há 45 dias

PUBLICIDADE
Márcio dos Santos, acusado da morte de Gisele da Costa Santos, é julgado nesta quinta-feira (21), em Cascavel.

A vítima foi encontrada morta dentro de um guarda-roupas na Estrada Chaparral, com os pés e mãos amarrados com pedaço de tecido.

O suspeito participa do júri por vídeo conferência. Ele está preso na cadeia de Marechal Cândido Rondon.

A advogada de defesa, Suelane Gundim, contou que "o objetivo da defesa é requerer que seja instaurado o incidente de sanidade mental, para que seja avaliado por um médico se realmente tem um transtorno de personalidade".

Além disso, o intuito é retirar o excesso de acusação, como recurso que dificultou a defesa da vítima, a lei do homicídio qualificado, furto e ocultação de cadáver.

O cunhado da vítima, Elias André de Jesus, falou que "o que ele fez foi uma coisa bárbara". Detalhou a Catve que espera que ele tenha pena máxima. "Hoje fecha o ciclo. E vamos poder descansar, ela não teremos de volta, mas ele vai pagar", detalhou.

Ainda falou sobre características de Gisele, "ele acabou com a vida de uma pessoa boa, honesta, alegre, ela era carinhosa com a família, deixou muita saudade".

Câmeras de segurança registraram dois homens carregando em uma Saveiro o guarda-roupas com o corpo da jovem.

A Polícia Civil apurou que a vítima e acusados se conheceram em um aplicativo de mensagens.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM

<