Fiscal que acompanhou seguranças durante espancamento de João Alberto é presa

De acordo com a polícia, a fiscal teve participação decisiva no crime

25 de novembro de 2020 | 17h28 | Atualizado há 51 dias

Foto: Reprodução / TV Cultura
PUBLICIDADE
A Polícia Civil prendeu temporariamente a fiscal de 51 anos, na tarde desta terça-feira (24), que acompanhou os seguranças durante o espancamento de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, em uma unidade do Carrefour, na zona norte de Porto Alegre.

A mulher é agente de fiscalização do hipermercado e, durante a agressão, tentou impedir que o caso fosse filmado. De acordo com a polícia, ela teve participação decisiva no crime, já que tinha poder de comando sobre os dois seguranças que batiam em João Alberto.

A fiscal é acusada de ser coautora de homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, e também vai responder por uso de recurso que impossibilitou defesa e asfixia. A prisão é temporária e ela deve ficar detida por 30 dias. A defesa da fiscal disse que não vai se manifestar.
Informações TV Cultura
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM