Homem se nega a fazer café e leva surra da esposa; caso parou na delegacia

A situação ocorreu na cidade de Fernandes Pinheiro, região central do Paraná, na terça-feira (11)

13 de agosto de 2020 | 16h32 | Atualizado há 35 dias

PUBLICIDADE
Quem tem o hábito de começar o dia preparando um cafezinho? Esta ação, que é extremamente comum para os brasileiros, pode ser considerada também, para muitos, um "rito". E ela levou um casal a virar caso de polícia, na cidade de Fernandes Pinheiro, região central do Paraná, distante a 148 quilômetros de Curitiba. Um homem, de 37 anos, que se negou a fazer café para a esposa, de 27, registrou um Boletim de Ocorrência (BO), nesta terça-feira (11), alegando ser vítima de lesão corporal, de receber ameaças a integridade física e ter perdas materiais.

Em entrevista, a tenente Thaysa da 8ᵃ Companhia da PM em Irati informou que o caso é totalmente incomum. Thaysa revelou que o marido foi até a delegacia e relatou a situação. A vítima, inclusive, alegou ter sofrido ameaças de morte. "Ele informou que a sua convivente tinha o agredido com socos e pontapés, por diversas vezes. Mas também, tinha feito algumas ameaças e quebrado alguns objetos na casa onde eles moram. A princípio não foi relatado o uso de nenhum objeto", pontuou.

Segunda Thaysa, a vítima não mostrou se estava com algum ferimento pelo corpo. No entanto, também disse que não foi a primeira vez que isto aconteceu. Ao ser questionado sobre o porquê de não procurar a Polícia nestas outras oportunidades, o rapaz afirmou que sentia medo. "Então, a gente o orientou para que procurasse a Polícia Civil e desse continuidade neste BO. Todos os nossos boletins são encaminhados a Polícia Civil para que possam fazer as investigações e ouvir as partes", explicou.

Por fim, a tenente não escondeu a surpresa de lidar com este caso, em que afirmou se tratar de um motivo fútil e incomum no dia a dia da PM. Porém, Thaysa reconheceu que sempre poderá aparecer situações como esta. "Mas, 99,9% das ocorrências de agressão são feitas pelas mulheres contra os maridos. E não ao contrário, como foi nesta ocorrência. Realmente, é uma causa sem nenhuma gravidade e um motivo totalmente fútil", concluiu.
Redação Catve.com/BANDA B
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM