Cascavel

Criminoso também tentou assassinar o bebê de 10 meses na Vila Cajati

Mulher estava caída com várias facadas pelo corpo e seminua

14/02/2020 15h38 | Atualizado em 14/02/2020 17h42
O tenente Felipe Malheiros, da Polícia Miliar, falou sobre a morte e como foi o chamado para o homicídio de Andressa Brito de Souza de Lima de 26 anos na manhã desta sexta-feira (14), na Vila Cajati, às margens da BR 277, em Cascavel.

A equipe da PM chegou a casa da vítima após ser chamada por moradores que observaram a movimentação estranha na casa. A vítima foi morta com várias facadas e estava seminua, um dos indícios que apontam a possível tentativa de estupro. Apenas os laudos realizados pelo IML (Instituto Médico-Legal) podem apontar se ela foi violentada sexualmente antes de ser morta.

O bebê, filho de Andressa, de apenas 10 meses foi vítima de tentativa de homicídio por sufocamento. Segundo a Polícia, ele estava com várias cobertas pelo corpo e também na cabeça, além de ferimentos aparentes. A criança recebeu atendimento médico no local, foi encaminhada à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Jardim Veneza e está com o pai, que de acordo com populares, estava trabalhando no momento do crime..

O suspeito do crime, que segue foragido, foi visto saindo da casa e seguindo sentido a BR 277, onde correu para área de mata nativa. Várias equipes da Polícia Militar estão na região à procura do homem. Uma das possibilidades é que o criminoso estava passando pela BR 277, se aproximou da casa e cometeu o crime.

O caso é investigado pela equipe da Delegacia de Homicídios que não descarta a possibilidade de latrocínio - roubo seguido de morte, já que um aparelho celular foi levado da casa. O inquérito policial tem até 30 dias para ser concluído.


Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.