Justiça concede liberdade para preso que tentou apagar a tocha em Cascavel

Para a justiça não houve crime na ação de Daniel, tratando-se apenas de um gesto de protesto

30 de junho de 2016 | 18h08 | Atualizado há 1744 dias

PUBLICIDADE
Daniel Ferreira de 35 anos vai deixar a cadeia. O juiz Marcelo Carneval, da terceira vara criminal de Cascavel não homologou o flagrante e expediu o alvará de soltura do acusado.

O rapaz utilizou um extintor e tentou apagar a chama olímpica que estava com o primeiro condutor da tocha. Ele foi contido pela Força Nacional e preso em flagrante por dano ao patrimônio público.

Daniel passou a noite na carceragem da delegacia da Polícia Civil em Cascavel.

De acordo com o advogado de defesa, para a justiça não houve crime na ação de Daniel, tratando-se apenas de um gesto de protesto.

No momento do depoimento Ferreira disse "tentou apagar a tocha olímpica em protesto pela situação econômica e política do país; porém diz que não apontou em direção a tocha, somente acionou para fazer barulho, que não tinha intenção de atingir a pessoa que estava segurando a tocha".

Apesar do alvará de soltura ter sido expedido nesta tarde e encaminhado à 15ᵃ SDP (Subdivisão Policial) Daniel deverá ser liberado da carceragem somente amanhã.


Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM