Homem que tentou apagar tocha já foi guarda patrimonial em Cascavel

Daniel Ferreira foi exonerado do cargo por abandonar o emprego em 2011.

30 de junho de 2016 | 10h30 | Atualizado há 1745 dias

PUBLICIDADE
Está marcada para essa sexta-feira (01) a audiência de custódia de Daniel Ferreira, 35 anos preso ao tentar apagar a Tocha Olímpica em Cascavel.

O homem trabalhou na Guarda Patrimonial entre os anos de 2008 a 2011 e foi exonerado do cargo por abandono de emprego.

Conforme a polícia civil, o rapaz deve permanecer preso até a audiência, quando o juiz irá decidir se o mantém detido ou coloca em liberdade.

Daniel usou um extintor para tentar apagar o fogo olímpico e disse que foi protesto em relação à situação vivida hoje no país.

Em depoimento a polícia, o homem afirma que a intenção não era atingir a pessoa que estava segurando a tocha e que não acionou o extintor para apagar o fogo e sim para fazer barulho.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM