Trânsito

Cascavel inova e adota nova tecnologia para aumentar vida útil das estradas rurais

Sistema de compactação do solo é mais econômico e garante mais durabilidade


Foto: Assessoria/Prefeitura de Cascavel

Os investimentos nas estradas rurais não param em Cascavel. Eles avançam a passos largos para oferecer aos agricultores condições para escoar sua produção e trafegar com conforto e segurança.

O município está usando uma nova tecnologia que vai aumentar a vida útil das estradas. Em um trecho de três quilômetros, na linha Nova União-Santa Luzia, no Reassentamento São Francisco, está sendo aplicado um produto estabilizante que reduz os gastos com a manutenção das estradas e pode ser usado como base para a pavimentação. "Não é um asfalto. É um produto que impermeabiliza e estabiliza o solo. Ele é a base para pavimentação, podendo ser aplicado para manutenção da estrada, aumentando o tempo de vida útil das vias e consequentemente sua manutenção", explicou o químico, Emerson de Oliveira, responsável pela aplicação do produto.

Segundo o prefeito Leonaldo Paranhos, os investimentos são feitos pensando em melhorar a qualidade de vida de quem tanto fez pelo município, trabalhando na nossa rica zona rural. "Diante do grande desafio de 3,5 mil km de estradas rurais, temos a pedra irregular, o TST, o asfalto, mas precisamos ter mais opções. Essa alternativa é rápida, econômica e eficiente. E um novo modelo que estamos trazendo para Cascavel. Estamos fiscalizando, testando e aprovando esse novo sistema", pontua o chefe do Executivo.

O secretário de Agricultura, Renato Segalla, reforça os benefícios do novo sistema. "Esse material tem o efeito de compactação do solo. Vimos essa tecnologia em alguns municípios da região Oeste, onde ele acaba compactando o solo de tal forma que tenha uma durabilidade muito maior que qualquer sistema convencional, que é adequação e cascalhamento. É uma alternativa que a gente está testando para que a gente possa ampliar e possa usar na malha viária de Cascavel", observa.

Para a boa absorção do produto, os servidores da Secretaria de Agricultura precisam fazer a aplicação seguindo algumas etapas. A primeira delas é o ensaio do solo feito em laboratório para identificar o volume correto do produto a ser usado em cada obra. Em seguida, é feita a distribuição do impermeabilizante no solo e a incorporação através do uso de grades. Quanto mais homogênea for a incorporação, melhor será o resultado prático a ser obtido na aglutinação das partículas do solo. É necessário também controlar a umidade do solo. A compactação da estrada é outra etapa imprescindível do processo de aplicação do impermeabilizante e é feita através de rolos compressores. O acabamento final acontece com a motoniveladora dando a uniformidade em toda a extensão da via que recebeu o produto. " O solo tratado com o estabilizante proporciona condições de resistência ao tempo, mesmo com a incidência de chuva ocasional", detalha o químico Emerson de Oliveira.

Após a conclusão deste trecho, o estabilizante será aplicado também, em quatro quilômetros, nas estradas São João e São Pedro e Linha Andruchevitz, no Distrito de São João.

MAIS INVESTIMENTOS

Nesta sexta feira (8), a Secretaria de Agricultura fará a entrega de seis equipamentos rodoviários que totalizaram o investimento de R$ 4.476.686,00, sendo duas escavadeiras hidráulicas com investimento de R$ 1.173.994,80 do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e uma contrapartida do Município de R$ 289.005,20 e quatro retroescavadeiras, rolo compactador e pá carregadeira e mais dois veículos.

Assessoria da Prefeitura de Cascavel

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Trânsito
Últimas notícias de Trânsito