Homem tem braço e perna amputados em acidente na BR 277 em Céu Azul

Helicóptero, operacionalizado pelo Consamu, transportou a vítima de Céu Azul até Cascavel

02 de agosto de 2020 | 11h58 | Atualizado há 45 dias

PUBLICIDADE
Um homem de 52 anos, identificado como Carlos Alberto Largo, teve braço e perna amputados em acidente de trânsito na BR 277 próximo a Céu Azul, na manhã deste domingo (2).

Ele seguia em uma motocicleta e bateu contra com um caminhão no Km 637. O acidente também envolveu um carro.

O helicóptero do Programa Parana Urgência, operacionalizado pelo Consamu, foi acionado e rapidamente chegou ao local para socorrer a vítima em estado gravíssimo. O motociclista politraumatizado, perdeu muito sangue em consequência de amputação do braço esquerdo e perna esquerda, e sofreu ainda trauma de tórax e de bacia.

A equipe do serviço aeromédico fez o pouso em área próximo ao Hospital Universitário em Cascavel e de lá ambulância do Siate encaminhou o homem a Centro Especializado em Trauma no HU.

O Consamu destaca a importância do helicóptero aeromédico neste tipo de suporte chamado "golden hour" (hora de ouro) e que aumenta as chances de sobrevida.

O homem é empresário e morador de Céu Azul.

A concessionária que administra a rodovia e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) foram mobilizadas no local do acidente.

Uma outra vítima sofreu ferimentos moderados e outras duas ferimentos leves e recusaram encaminhamento hospitalar.

Torniquete

O paciente recebeu torniquete, dispositivo usado para reduzir o sangramento no membro amputado, que foi feito com um sutiã.

Essa ação de alguém que passava pelo local pode ter ajudado a salvar a vida do paciente, explica o Consamu, reduzindo a hemorragia ensanguinhante em que o homem se encontrava.

O Consamu explica que existem dispositivos comerciais para aplicação de torniquete e que podem ser improvisado com camisa, cinturão e agora, como visto, com sutiã. Após a chegada das equipes, o torniquete foi trocado por outro mecanismo.

Ainda segundo o Consamu, controlar hemorragias graves com algum dispositivo ou compressão local diminui a mortalidade por hemorragia na fase aguda do trauma grave e que o torniquete pode ser aplicado em qualquer extremidade.


Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM