Colheita do feijão chega a 82% no Paraná

As informações são do Boletim de Conjuntura Agropecuária, elaborado pelo Deral

12 de junho de 2021 | 09h45 | Atualizado há 105 dias

Foto: Catve
PUBLICIDADE
Com avanço dos trabalhos no campo em todas as regiões produtoras, nesta semana a colheita do feijão chegou a 82% dos 254 mil hectares cultivados no Paraná, e pode ser concluída nos próximos 10 dias.

As informações estão no Boletim de Conjuntura Agropecuária, elaborado pelo Deral, o Departamento de Economia Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, referente à semana de 7 a 11 de junho. Com exceção dos últimos dias, quando as chuvas retornaram ao Estado, nas demais semanas o clima colaborou com a colheita, o que resultou em um produto de baixa umidade. Porém, a grande maioria do feijão produzido é de grãos miúdos e de valores mais baixos. Das lavouras que ainda serão colhidas, 49% apresentam condições ruins; 34% médias e apenas 17% boas. Quanto às fases, 10% se encontram em frutificação e 90% em maturação.

Apesar dos problemas climáticos praticamente durante toda a safra, a produtividade da soja paranaense foi a terceira maior dos últimos dez anos. Segundo os técnicos de campo do Deral, os produtores colheram aproximadamente 3.540 kg por hectare na safra 2020/21, em média. Com relação ao milho, as chuvas que ocorreram nos últimos dias ajudaram a estabilizar as condições das lavouras da segunda safra.

Sobre o trigo, o boletim destaca o IPCA de maio. Os derivados do cereal que compõem a pesquisa acumularam 7% de alta, abaixo da inflação total do período, de 8%.

Os técnicos também analisaram os dados da Pesquisa Trimestral do Abate, que mostrou queda nos abates de bovinos no Paraná comparativamente ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, houve 10,6% de aumento na produção de carne suína no período. Com relação ao frango, o boletim do Deral aponta que, no primeiro quadrimestre, cresceu o volume exportado pelo Paraná em 6,8%. O documento traz ainda informações sobre a produção de batata no Paraná. O cultivo da segunda safra apresenta, para este ciclo, uma área estimada em torno de 12 mil e 200 hectares e volume estimado de 333 mil toneladas. A respeito da fruticultura, o destaque é a cultura da jaca.

No ano passado, nas Ceasas do Paraná, foram comercializadas quase 95 toneladas da fruta, gerando 290 mil reais em movimentação financeira. O informe completo pode ser conferido em www.agricultura.pr.gov.br .
AEN
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<