Falta de chuva pode atrasar plantio das culturas de verão

Maior receio do produtor é que este atraso, prejudique a colheita do milho safrinha

23 de setembro de 2020 | 19h08 | Atualizado há 30 dias

PUBLICIDADE
Tempo seco e nenhuma nuvem no céu. Clima que preocupa os agricultores da região oeste do Paraná. Desde o fim do vazio sanitário, no início do mês, os produtores já poderiam ter iniciado o plantio da soja, no entanto, sem previsão de chuva é melhor não arriscar.

Esta não é a primeira vez que o tempo seco atrasa o plantio das culturas de verão, na região Oeste do Paraná. No ano passado aconteceu algo parecido.

No entanto, o maior receio do produtor é que atrasando o início do ciclo com o plantio da soja, a colheita do milho safrinha seja prejudicada lá na frente.

Na região de Toledo que abrange 20 municípios, o plantio das culturas de verão deve chegar a 483 mil hectares. A previsão de produção é de uma safra de mais de 1.8 mil toneladas. Segundo, o Deral, 34% da safra já está comercializada e para garantir os bons resultados, os produtores aguardam com expectativa a chegada da chuva.

Porém, o que o Simepar prevê para os próximos dias é céu aberto. E já que a previsão não é animadora para os produtores, o jeito é ter fé para que a provisão divina venha do céu.
EPC
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM