Cinco estados já ultrapassaram a média histórica de queimadas para setembro

As causas do alto número em São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Piauí e Distrito Federal são na maioria, humanas

23 de setembro de 2021 | 11h42 | Atualizado há 32 dias

Foto: Fkickr/ Ibama
PUBLICIDADE
Quatro estados brasileiros, além do Distrito Federal, já quebraram suas médias históricas de fogo neste setembro. Mesmo antes do mês acabar, as cinco unidades federativas ultrapassaram o número médio de queimadas para o período desde que o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) começou a contabilizar os números em 1998.

As causas do alto número em São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Piauí e Distrito Federal são, em sua maioria, humanas. No entanto, o aumento foi intensificado diretamente pela seca, decorrente da crise hídrica pela qual o Brasil passa no ano de 2021.

Em SP, as queimadas já ocasionaram redemoinhos de fogo e terra, fenômeno que não foge da normalidade no estado para a época. Cerca de 20 unidades de conservação foram atingidas pelos incêndios em MG. No DF, uma área de 14.064 hectares de mata foi incendiada.
Nove cidades baianas apresentaram focos de incêndio no início dessa semana. Enquanto isso, no PI, o fogo é 44,2% maior do que a até então média histórica, mesmo faltando uma semana para o fim do mês.
TV Cultura
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<