Frente parlamentar expõe falta de informações para contratos de pedágio

Os deputados querem promover audiências públicas regionais e temem que a população seja pega de surpresa

26 de novembro de 2020 | 13h52 | Atualizado há 91 dias

PUBLICIDADE
Faltando um ano para encerrarem os atuais contratos de pedágio no Paraná, a Frente Parlamentar sobre o pedágio, da Assembleia Legislativa, expôe a falta de informações sobre o processo até agora.

Se cogita inclusive, entrar na Justiça para obter dados do DER e da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), que elabora os estudos.

Os deputados querem promover audiências públicas regionais e temem que a população seja pega de surpresa.

A EPL tem escondido e não quer passar informações. Ou vamos ser atropelados até o momento em que eles quiserem mostrar algo num jogo de faz de conta.

As informações preliminares preveem uma licitação com 8 lotes, com a concessão de mais de 3500 km de rodovias.

Dois deles passariam por Cascavel. O lote 3 prevê a duplicação de 254 km da BR 163, passando por Cascavel.

E lote 4 com 280 km a serem duplicados da BR 277, também cortando a região oeste.
JC1
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM