Gás de cozinha tem aumento de 10,5% no acumulado do ano

Apesar das manobras dos empresários para segurar os preços, o valor final deve ser reajustado mais uma vez

27 de outubro de 2020 | 19h24 | Atualizado há 27 dias

PUBLICIDADE
Mateus é gerente de uma distribuidora de gás em Cascavel e diz que já perdeu as contas de quantos reajustes teve o preço do gás neste ano.

Em meio a tantos aumentos, ele tenta fazer algumas manobras para segurar o melhor preço para o cliente.

A Petrobras anunciou um reajuste de 5% no preço médio do GLP, na semana passada. Com isso, o preço do botijão de 13 kg, vendido pela estatal, é de 30,74, o que corresponde a 41% do preço final que chega ao consumidor. Outros 40% é da distribuição e revenda, 16% é do ICMS. E outros 3% sobre PIS/PASEP e Confins.

A Petrobras ainda informou que o botijão de gás de 13 kg teve um aumento de 10,5% no acumulado do ano. E o cenário econômico não é nada animador.
EPC
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM