Ato pede mais atenção no trânsito após morte de motociclista em Cascavel

Ronaldo César Tavares, de 34 anos, morreu na noite de sexta-feira (16); categoria cobra conscientização

17 de outubro de 2020 | 16h07 | Atualizado há 4 dias

PUBLICIDADE
Motociclistas que trabalham com entregas em Cascavel realizaram uma homenagem, na tarde deste sábado (17), ao colega Ronaldo César Tavares, de 34 anos, que morreu na noite de sexta-feira (16) em um acidente com um caminhão no cruzamento das ruas Erechim e Rafael Pícoli, no centro da cidade.

Uma câmera de segurança registrou o momento da batida e mostra que o condutor do caminhão, que avançou a parada obrigatória, fugiu sem prestar socorro à vítima. O motociclista não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do acidente.

Os motociclistas acompanharam o velório do colega na Acesc (Administração de cemitérios e serviços funerários de Cascavel) e também realizaram o cortejo fúnebre até o cemitério Jardim da Saudade, no Bairro Guarujá, onde o corpo foi sepultado.

O ato também teve o tom de protesto por mais segurança e atenção no trânsito. Conforme Wesley de Oliveira, a categoria pede mais consciência diante do número de acidentes, inclusive com mortes, envolvendo motociclistas. "Estou aqui lutando por uma classe de motoqueiros, motoboys, mototaxistas, que estão correndo 24 horas para levar o que há de melhor, conforto, para as famílias cascavelenses, e muitas vezes somos deixados de lado, esquecidos" declara. "Estamos aqui para mostrar que também temos família e que saímos de casa querendo voltar", acrescenta.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM