Família de Santa Catarina pede ajuda para realizar tratamento da filha com AME

Pais fizeram campanha para arrecadar o dinheiro porque o tratamento custa R$ 10 milhões

14 de setembro de 2020 | 19h51 | Atualizado há 123 dias

PUBLICIDADE
A Sofia Helena não teve nenhum diagnóstico de alguma doença quando nasceu. Foi quando a mãe começou a deixar a filha na escolinha, que ela começou a desconfiar, porque ela não tinha o mesmo desenvolvimento dos coleguinhas.

A Sofia foi diagnosticada com AME (Atrofia Muscular Espinhal) tipo um. Uma doença genética neuromuscular, caracterizada por degeneração e perda de neurônios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, que afeta diretamente a parte motora e respiratória.

A menina recebeu uma dose de um medicamento fornecido pelo SUS, que é o único tratamento existente no Brasil. Mas o remédio apenas retarda os avanços da doença. Por isso, a família busca um tratamento nos Estados Unidos, de dose única que faz a regeneração genética neuromuscular, mas que custa em torno dois milhões de dólares, o que dá em torno de R$ 10 milhões.

A família mora na cidade de Saudades, no interior de Santa Catarina. E para arrecadar esse dinheiro, o pai e a mãe da Sofia Helena estão fazendo uma campanha e divulgando a história da filha em todas as redes sociais, para alcançar o maior número de pessoas possível. Todas as informações, desde toda a história da menina e os dados bancários para doação, estão no site www.amesofiahelena.com.
EPC
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM