Letalidade da Covid-19 em idosos é até 10 vezes maior do que em público geral

Maior parte das pessoas com idade acima dos 60 anos contraiu o vírus de forma comunitária

10 de agosto de 2020 | 19h49 | Atualizado há 38 dias

PUBLICIDADE
O público idoso está entre os grupos de risco do novo coronavírus e, por isso, desde o início da pandemia a recomendação do Ministério da Saúde é para que estas pessoas permaneçam em isolamento domiciliar. Mas aqui em Toledo, caminhando pelo centro, não é isso que a gente vê.

É que eles estão circulando por todos os lados. No ponto de ônibus, na praça, no comércio. A maior parte dos idosos já infectados pelo novo coronavírus em Toledo não sabem onde contraíram o vírus, é o que aponta o último estudo divulgado pelo COE (Centro de Operações Emergenciais). Nas últimas seis semanas, o município teve redução na confirmação de novos casos, no entanto, entre os idosos, os números seguem a mesma taxa de confirmação do início da pandemia.

Por se tratar de um público vulnerável, os idosos quando infectados pelo novo coronavírus precisam de internamento hospitalar com maior frequência. Consequentemente, este também é o público que apresenta o maior número de óbitos em Toledo. Das 29 mortes já registradas, 59% são de idoso, o que significa que este público morre 10 vezes mais que o público em geral.

Uma reunião realizada na tarde de segunda-feira (10) com representantes da saúde, Conselho dos Idosos e Promotoria de Justiça traçou novas estratégias para a prevenção do público idoso.

Caso os números não apresentem mudanças em breve, o Ministério Público pode interferir na situação, de forma que o COE tenha que adotar medidas mais severas de prevenção para este público.
EPC
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM