Astorga

MP-PR recomenda abertura de processo de cassação contra vereadores presos

Parlamentares foram presos junto com o assessor de Comunicação da Câmara no dia 13 de agosto

20/08/2019 04h45 | Atualizado em 20/08/2019 08h47
O MP-PR (Ministério Público do Paraná), por meio da 1ª Promotoria de Justiça Astorga, no Norte do Estado, emitiu recomendação administrativa dirigida ao vice-presidente da Câmara Municipal - atualmente exercendo a presidência da Casa - para que abra processo de cassação de dois vereadores.

Os agentes políticos foram presos junto com o assessor de Comunicação da Câmara no dia 13 de agosto em uma ação do MP-PR. Um dos envolvidos era o presidente do Legislativo municipal.

Os vereadores e o servidor foram detidos em operação realizada por meio do Núcleo de Londrina do Gepatria (Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa).

O presidente da Câmara e o servidor foram presos em flagrante no momento em que estavam pagando para que um representante de organização não-governamental da cidade não denunciasse irregularidades que havia descoberto na gestão legislativa.

A intenção era evitar que o caso chegasse ao conhecimento do Ministério Público. O outro vereador também estava envolvido e foi preso depois, preventivamente.

MP-PR



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.