Cascavel

Professores da Unioeste aderem paralisação nacional em prol da educação

Motivo da greve são os cortes de gastos apresentado pelo Governo Federal

15/05/2019 07h52 | Atualizado em 15/05/2019 07h55
A Grave Nacional da Educação também foi aderida por professores da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) nesta quarta-feira (15), em Cascavel.

A Greve Nacional da Educação tem como pautas: defesa da educação e tecnologia pública e liberdade de ensinar e aprender; contra a reforma da previdência; e construção greve geral.

A Greve Nacional da Educação acontece por conta dos cortes de gastos apresentados pelo Governo Federal em 30% nas unidades federais e também na redução de repasse as unidades básicas deR$2,8 bilhões.

Além da paralisação das atividades docentes, a mobilização envolve atos em todas as cidades onde a Unioeste possui campus (Cascavel, Foz do Iguaçu, Toledo, Francisco Beltrão e Marechal Cândido Rondon).

Em Cascavel o ato tem início às 9 horas e segue até próximo do meio dia em frente à Catedral Nossa Senhora Aparecida.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.