Curitiba

Governador convoca PMs da reserva para aumentar segurança nas escolas

Projeto prevê uma série de medidas de proteção a estudantes da rede estadual

15/03/2019 09h01 | Atualizado em 15/03/2019 14h30
O Governador do Paraná lançou na manhã desta sexta-feira (15) o projeto Escola Segura.

O programa prevê o monitoramento em Colégios Estaduais para inibir problemas como venda de drogas e aliciamento de jovens para crimes contra a sociedade. Inicialmente seis escolas serão beneficiadas com o projeto, sendo uma em Foz do Iguaçu, Londrina e outras na região Metropolitana de Curitiba.

O governador conta que alguns policiais da reserva foram chamados para desenvolver as funções de segurança ao redor dos prédios. "Eles vão estar munidos de rádio comunicador, motocicleta e farão a inspeção ao entorno da escola para inibir venda de drogas, presença de malandros e aliciamentos dos nossos jovens", ressalta o chefe do Estado.

Outro projeto lançado foi o Infância Segura que vai trabalhar e avaliar os alunos do Paraná e tenta identificar problemas psicológicos nos adolescentes e assim evitar ataques como o que resultou em 10 mortos no início da semana em Suzano- São Paulo. Além de evitar o medo e o clima de insegurança.

Ratinho Junior ressalta que em conjunto com a Defesa Civil, o governo do Paraná ofertará cursos aos profissionais da educação para atendimento em casos de calamidade, como desastres ambientais, salvamentos de vítimas, entre outros problemas que vierem a surgir nas escolas do Estado.

Atualmente, o BPEC (Batalhão da Patrulha Escola Comunitária) marca presença nas unidades de educação do estado para garantir segurança. Agora, a Polícia Militar deve abranger de fazer patrulha nos locais.

AEN



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.