Foz do Iguaçu

Itaipu Binacional garante fiscalização intensa nas barragens

Os técnicos garantem, só mesmo uma catástrofe nunca registrada antes pode provocar um rompimento da barragem

28/01/2019 15h00 | Atualizado em 28/01/2019 17h35
A maior geradora de energia do mundo e a segunda maior em tamanho tem números estratosféricos que encantam e ao mesmo tempo assustam, principalmente pelo volume de água que a barragem segura. São 29 bilhões de metros cúbicos ou 29 trilhões de litros de água num lago artificial de 1,350 quilômetros quadrados.

Os efeitos de um hipotético rompimento da barragem da Itaipu são incalculáveis, mas os técnicos garantem que só mesmo uma catástrofe nunca antes registrada poderia causar este desaste.

Além dos instrumentos de medição, Itaipu, conta com 5.500 drenos para retirar a água infiltrada no concreto e tem uma equipe permanente de segurança analisando os detalhes, além de material para qualquer tipo de reparo.

O engenheiro Etore Funchal, faz parte da equipe e explica que a Binacional faz parte de conselhos mundiais de segurança de barragem em todo o mundo e o que existe aqui serve de exemplo para os outros.

A barragem da Itaipu, tem 106 metros de altura e uma extensão de oito quilômetros. Só de concreto foram utilizados na construção quase de 13 milhões de metros cúbicos, o suficiente para construir 200 estádios iguais ao Maracanã.

Jornal da CATVE



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.