Cascavel

Lei de Importunação Sexual prevê pena de até 5 anos de prisão

Mas ainda é preciso que as vítimas denunciem

08/11/2018 14h02 | Atualizado em 08/11/2018 14h57
Kauana já passou por várias situações de importunação sexual, a primeira vez ela tinha 14 anos quando um homem a abordou e a agarrou na rua. Os outros episódios foram em viagens dentro do ônibus quando o espaço dela foi invadido. As memórias registradas são bastante traumáticas.

A importunação sexual é definida por praticar, na presença de alguém e sem a sua anuência, ato libidinoso, ou seja, com desejos sexuais tanto de homens como de mulheres. Com tantos registros pelo país, foi criada em setembro uma lei federal que coloca a importunação sexual como crime.

A importunação sexual pode acontecer em vários cenários, como até mesmo dentro da própria casa, mas é comum que esse tipo de crime ocorra em locais públicos, como no transporte coletivo. Em boa parte dos casos, a mulher é a principal vítima.

Hoje, as imagens de câmeras de monitoramento ou até mesmo de celular podem ser aliadas a vítima, mas o importante é que a pessoa tenha consciência em denunciar. Quem comete a importunação pode pegar pena de dois a cinco anos de reclusão, cumprida inicialmente em regime fechado.

Jornal da CATVE



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.