Executivo de futebol do FC Cascavel fala sobre impacto da paralisação no clube

Marcus Vinícius Beck Lima comentou também sobre o futuro das competições na temporada

30 de março de 2020 | 17h05 | Atualizado há 207 dias

PUBLICIDADE
A paralisação das atividades do futebol profissional influencia diretamente a vida financeira dos clubes especialmente no interior do Estado.

O executivo de futebol do FC Cascavel, Marcus Vinicius Beck Lima conversou com a Catve a respeito do assunto.

O time encerrou a primeira fase do campeonato na vice-liderança e além do Paranaense tem pela frente a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Segundo Beck Lima apesar de boa estrutura e de uma situação financeira tranquila, o FC Cascavel depende do patrocinador, ou seja acaba sendo atingido pela pandemia.

A previsão de gastos anual é de em média R$ 6 milhões, o custo mensal do clube gira em trono de R$ 500 mil, incluindo time profissional, categorias de base, funcionários, alojamento, viagens, taxas, impostos e todos os atletas profissionais estão contratados pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho.

"O projeto para 2020 era de brigar para subir para a Série C do Brasileiro. Mas antes tem o Paranaense. Se o estadual for encerrado, e nós formos declarados vice-campeões, teremos vaga na Copa do Brasil em 2021. Mas se não for encerrado com a classificação de quando foi interrompido, não sabemos como pode ficar nosso caso em termos de Copa do Brasil", finaliza.

Marcus Vinícius Beck,é psicólogo e atuou como gerente de futebol, supervisor e executivo em times como Grêmio Maringá, Paraná Clube, Criciúma, Bahia, ABC. O último clube foi o Guarani.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM