Cascavel

Racionamento de água pode acontecer a qualquer momento em Cascavel, diz Sanepar

Sanepar afirma que consumo aumentou muito e a produção está muito abaixo do normal

11/09/2019 10h13 | Atualizado em 11/09/2019 11h06
A Sanepar afirma que o consumo é alto em Cascavel e que a produção de água e menor que a demanda da cidade.

Na terça-feira (10) foi feito a interrupção do abastecimento na região Oeste da cidade para ajustar a rede de distribuição. Quando os trabalhos terminaram o consumo estava acima da capacidade a estação de bombeamento não conseguia restabelecer os trabalhos e água só voltou ao normal durante a madrugada de quarta-feira (11).

Vários moradores amanheceram sem água nos imóveis de Cascavel e a falta de chuva, clima extremamente seco, o racionamento não está descartado pela companhia e pode acontecer a qualquer momento.

Por isso, a orientação é cuidar o quanto antes, evitar lavar calçadas, molhar folhagens, reaproveitar água das máquinas de lavar roupa para limpar a casa e calçadas, entre outras medidas que são necessárias neste momento.

A Sanepar retomou a captação de água no Rio Saltinho, Peroba e Cascavel, mas a diminuição nos mananciais chega a 60%.

O Lago Municipal também é utilizado para aumentar o fluxo no Rio Cascavel, no entanto, a água está extremamente baixa, tanto que a faixa de terra está cada vez mais visível no principal cartão postal da cidade.

A Sanepar informou na terça-feira (10) que em Santa Tereza do Oeste, o Rio Gonçalves Dias teve redução de mais de 60% e o poço não está suportando a demanda. Em Anahy, Campo Bonito, Lindoeste e Santa Lúcia tem sido necessário o complemento do abastecimento com caminhões-pipa. Corbélia e Céu Azul já dão sinais de risco para o abastecimento com a redução da vazão dos mananciais subterrâneos. O volume de água consumido aumentou cerca de 20% para esse período em relação ao consumo médio do inverno.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.