Covid-19

Queiroga afirma que cuidados com cepa ômicron devem ser os mesmos das outras variante

Governo Federal começa implementar medidas para retardar entrada da nova cepa no Brasil


Foto: Assessoria

O ministro Marcelo Queiroga (Saúde) disse neste domingo (28) que os cuidados da população com a nova cepa da Covid-19, a ômicron, deve ser o mesmo das outras variantes que já circulam no Brasil e no mundo. "Gostaria de tranquilizar todos os brasileiros porque cuidados com essa variante são os mesmos cuidados com as outras variantes. A principal arma que nós temos para enfrentar essa situação é a nossa campanha de imunização", falou em uma live nas redes sociais. Junto com o ministro na transmissão, Arnaldo Medeiros, secretário de Vigilância da Saúde do Ministério da Saúde, ressaltou que os brasileiros precisam continuar com os cuidados com a doença, como o uso de máscara e evitar viagens para lugares em que a nova cepa esteja circulando para evitar a contaminação. "É extremamente importante que mantenhamos o foco na campanha de vacinação e mantenhamos as chamadas medidas não farmacológicas. Evitarmos aglomerações, higienização das mãos, álcool em gel, a etiqueta respiratória", explicou. Leia também: 13 dos 61 passageiros com Covid-19 na Holanda estão com a variante Ômicron Medeiros também afirmou que o Brasil está preparado para combater a nova cepa e acredita que ela irá entrar no país. A partir de amanhã (29), o Brasil implementará uma barreira sanitária em seis países africanos: África do Sul, Botsuana, Suazilândia (Eswatini), Lesoto, Namíbia e Zimbábue. Segundo Rodrigo Cruz, secretário-executivo do Ministério da Saúde, isso vai retardar a entrada da variante no país. Além disso, a Anvisa recomendou que mais quatro países entrem na lista. São eles: Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

TV Cultura

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Covid-19
Últimas notícias de Covid-19