Covid-19: em 62,94% dos casos de óbitos, as vítimas sofriam de doença cardiovascular

O Bairro Floresta apresentou o maior coeficiente de mortalidade

28 de outubro de 2021 | 12h14 | Atualizado há 35 dias

PUBLICIDADE
Em Cascavel, 62,94% dos óbitos registrados, as vítimas sofriam de doença cardiovascular, conforme informe semanal divulgado nesta quinta-feira (28).

O Bairro Floresta apresentou o maior coeficiente de mortalidade, com 753,42.

Em análise dos dados observa-se que o coeficiente de incidência em Cascavel, de casos confirmados de Covid-19 é maior que o do Brasil e do Estado do Paraná. Já o coeficiente de mortalidade do Estado do Paraná está acima do Cascavel e do Brasil, a letalidade do município está menor que no Brasil e Paraná, o que nos mostra uma taxa de recuperação alta da doença.

O Coeficiente de mortalidade na cidade é 328,5, no Paraná 347,1 e 288,7 no Brasil.

Dos 33.827 notificados confirmados para Covid-19, residentes de Cascavel, SE 01/2021 (03/01/2021) a 42/2021 (23/10/2021), 11,20% evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)
(3.789). Destas SRAGs, 22,9% foram a óbito (867).

É possível afirmar que 23,73% dos pacientes que internaram tiveram os sintomas agravados após o 10° dia.

Dos internamentos por Covid-19 confirmados, avaliados no período, residentes de Cascavel, 31,70% (1201 casos) evoluíram para internamento em UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

64,02% dos 867 óbitos ocorrem em pessoas com 60 anos ou mais e 35,9% em menores de 60 anos. Portanto, apesar dos jovens adoecerem mais, as pessoas pertencentes aos grupos de riscos e os idosos são os que desenvolvem a forma grave da doença, podendo apresentar sequelas ou evoluir para o óbito.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<