Covid-19: orientações técnicas do Plano Nacional de vacinação são atualizadas

A vacinação contra a Covid-19 foi iniciada em 18 de janeiro de 2021 com doses que somaram quase 6 milhões

08 de abril de 2021 | 13h40 | Atualizado há 2 dias

PUBLICIDADE
A Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI), do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis
(DEIDT) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS), divulgou nesta quinta-feira (08) a atualização das orientações técnicas relativas à comunidade da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19.

A imunização foi iniciada a partir da decisão de autorização emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso das vacinas Sinovac/Butantan (Vacina adsorvida covid-19 (inavada)) e AstraZeneca/Fiocruz.


A vacinação contra a Covid-19 foi iniciada em 18 de janeiro de 2021 com doses que somaram um quantitativo aproximado de 6 milhões, recebidas a partir do Laboratório Sinovac/Butantan. Em continuidade ao processo, o MS distribuiu 11 pautas consecutivas de vacinas (Sinovac/Butantan e AstraZeneca/Fiocruz), incluindo a 12ᵃ Pauta em comento, as quais já viabilizaram a entrega de um total aproximado de 47,5 milhões de doses, das quais 9,3 milhões da vacina AstraZeneca/Fiocruz e cerca de 38,2 milhões da vacina Sinovac/Butantan, com o alcance de aproximadamente 26,4 milhões de pessoas. AstraZeneca/Fiocruz (Vacina covid-19 (recombinante)).

O documento esclarece que, considerado o intervalo entre doses das vacinas Sinovac/Butantan e AstraZeneca/Fiocruz, 4 semanas e 12 semanas, respectivamente e observada a reunião extraordinária triparte de 06/04/2021, onde se teve validado pelos laboratórios presentes (Butantan e Fiocruz) o cronograma de entrega dessas vacinas ao MS para o mês de abril, esta Pauta proporciona a distribuição das doses D2 relava ao esquema vacinal dos trabalhadores da saúde (30,7%) e da população de 70 a 74 anos (22%) , para garantia do esquema em tempo oportuno. Adicionalmente, a Pauta prevê a distribuição de doses D1 para a continuidade dos grupos de 65 a 69 anos de idade (1.595.984 pessoas) e forças de segurança e salvamento e forças armadas (58.230 pessoas), incrementando os percentuais dos grupos.

Ratifica-se a importância e a continuidade do acesso aos grupos, Forças de segurança e salvamento e Forças armadas, envolvidos tanto
na manutenção do funcionamento dos serviços de saúde, nas ações de vacinação, como na implementação e fiscalização das medidas não farmacológicas para o enfrentamento da pandemia. Orienta-se o acesso aos profissionais mais expostos às ações de combate à covid-19:

- Trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;

- Trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar;

- Trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19;

- Trabalhadores envolvidos nas ações de implantação e monitoramento das medidas de distanciamento social, com contato direto com o público, independente da categoria;

Ressaltam também que, os demais trabalhadores da segurança pública e Forças armadas, que não se enquadrarem nas atividades descritas acima, deverão ser vacinados de acordo com o andamento da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19, segundo o ordenamento dos grupos descritos no PNO.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM