Comerciantes de Toledo manifestam contra o decreto estadual

A reivindicação é para que o comércio siga funcionando

26 de fevereiro de 2021 | 19h25 | Atualizado há 42 dias

PUBLICIDADE
Com veículo de som e cartazes, os manifestantes se reuniram em frente à Prefeitura de Toledo e mandaram recados a atual gestão.

O manifesto foi convocado após a repercussão da decisão dos prefeitos do Oeste em reunião da Amop por acatar o decreto estadual. Os comerciantes de Toledo acreditam que o fechamento ao longo da próxima semana trará prejuízos para o setor.

Os empresários e trabalhadores do comércio também caminharam até o Ministério Público, onde entoaram o Hino Nacional. Para este empresário, o setor comercial já foi muito penalizado em 2020. Ele acredita que o aumento no número de casos não está atrelado ao comércio.

A maior parte dos comerciantes acredita que é o descuido da população que tem elevado os números e pede por mais fiscalização. Nesta semana, a Guarda Municipal intensificou as vistorias em bares e restaurantes para identificar aglomerações. Ao todo, foram feitas 85 visitas orientativas, que resultaram em 40 registros de ocorrências, 5 termos de constatação de irregularidades e 4 termos de infração.

Ao final, o prefeito Beto Lunitti e o vice Ademar Dorfschmitt apareceram no local para conversar com os manifestantes.
EPC
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM